Lazio vence clássico tenso em Roma

Em um jogo bastante nervoso, disputado sob forte chuva, a equipe de Hernandes derrota a Roma por 3 a 2

ROMA, O Estado de S.Paulo

12 de novembro de 2012 | 02h07

Em um clássico bastante "pegado", disputado sob chuva forte no Estádio Olímpico, diante de um público de 30 mil pessoas, a Lazio de Hernanes e André Dias venceu a Roma por 3 a 2. O jogo teve nove cartões amarelos e dois vermelhos. Antes do clássico, torcedores brigaram com a polícia, uma bomba foi detonada e algumas pessoas ficaram feridas sem gravidade.

A tensão dos brigões acabou chegando ao campo. O volante De Rossi, que não tem sido muito usado pelo técnico da Roma, Zdenek Zeman, nesta temporada foi titular e prejudicou seu time: no final do primeiro tempo, ele agrediu Mauri com um soco no rosto e foi expulso. Mauri, que marcou o terceiro gol da Lazio, no início da segunda etapa, também foi expulso, no finalzinho, por ter colocado a mão na bola (segundo amarelo).

A Roma, que possui o segundo melhor ataque do Campeonato Italiano (agora com 28 gols) e uma das piores defesas (23), saiu na frente aos nove minutos, quando Lamela desviou de cabeça escanteio cobrado pelo capitão Totti - foi o oitavo gol do atacante na temporada. A Lazio, porém, reagiu e empatou aos 35, com um chute de longa distância de Candreva que teve a colaboração do goleiro Goicoechea. A chuva aumentou e dez minutos depois Hernanes deu sorte com o estado ruim do gramado: seu cruzamento parou numa poça d'água e a bola sobrou para o oportunista Miroslav Klose chutar para a rede - foi o sétimo gol do alemão no Campeonato Italiano desta temporada.

Depois do gol de Mauri, o jogo parecia decidido. Mas nos minutos finais Mauri foi expulso, Pjanic (substituto de Totti) diminuiu a diferença e, nos acréscimos, o argentino Osvaldo perdeu o que seria o gol do empate. Com o resultado, a Lazio se manteve em quinto lugar, com 22 pontos, enquanto a Roma continua com 17, em sétimo. Na próxima rodada, a Lazio visitará a líder Juventus.

O Milan continua mal das pernas. A equipe sofreu sua sexta derrota em 12 rodadas, agora diante da Fiorentina, por 3 a 1, no Estádio San Siro com 49 mil pagantes. Alexandre Pato, que contra o Málaga voltou a marcar depois de 11 meses, na terça-feira (pela Copa dos Campeões), perdeu um pênalti depois que o time visitante saiu na frente com gol de Aquilani, aos dez minutos. Ainda no primeiro tempo, Valero ampliou. Na segunda etapa, Pazzini fez para o Milan e El Hamdaoui marcou o terceiro gol da Fiorentina, quarta colocada, com 24 pontos. O Milan tem 14.

O Napoli fez bonito ao vencer o Genoa, no campo do adversário, por 4 a 2, com gols de Mesto, Cavani, Hamsik e Insigne, e agora tem 26 pontos, em terceiro lugar. O Genoa tem nove.

Em Bérgamo, a vice-líder Internazionale entrou em campo motivada, mas acabou sendo derrotada pela Atalanta por 3 a 2, no fechamento da 12.ª rodada. O time da casa saiu na frente com gol de Bonaventura. No segundo tempo, a Inter empatou com Guarin, mas a Atalanta não se intimidou e German Denis marcou dois gols, um deles de pênalti. No finalzinho, Palacios fez o segundo da Inter.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.