Olaf Kraak/EFE
Olaf Kraak/EFE

Le Clos bate recorde mundial que era de Kaio Márcio

Campeão mundial e olímpico da prova, o sul-africano fez a marca no primeiro dia da etapa de Eindhoven

AE, Agência Estado

07 de agosto de 2013 | 15h32

EINDHOVEN - Depois de ficar de fora do Mundial de Barcelona, Kaio Márcio Almeida não é mais recordista mundial dos 200m borboleta em piscina curta. O brasileiro perdeu nesta quarta-feira a liderança que ostentava desde novembro de 2009, quando fez 1min49s11 numa competição em Estocolmo (Suécia). Agora o novo recordista é o sul-africano Chad Le Clos, com 1min49s04.

Campeão mundial e olímpico da prova, Le Clos fez o novo recorde logo no primeiro dia da etapa de Eindhoven (Holanda) da Copa do Mundo de Natação, que abre a temporada de piscina curta quatro dias depois do fim do Mundial de Barcelona. Na Espanha, o sul-africano venceu nos 200m e nos 100m borboleta.

Com o novo recorde dos 200m borboleta, Cesar Cielo passa a ser o único brasileiro recordista mundial na natação, liderando as listas dos 50m e dos 100m livres em piscina longa, de 50m. Suas marcas, porém, foram feitas com trajes tecnológicos, banidos desde o fim de 2009.

MAIS RECORDES - O primeiro dia de competições na Holanda teve, de uma só vez, quatro quebras de recordes mundiais. Duas foram da húngara Katinka Hosszu nos 200m medley. Pela manhã, nas eliminatórias, ela marcou 2min04s39, baixando em 0s21 o antigo recorde, que pertencia à norte-americana Julia Smit desde dezembro de 2009.

À noite, nas finais, Hosszu tratou de baixar o recorde em mais de um segundo, com 2min03s20, confirmando o bom momento - ela ganhou os 200m e os 400m medley em Barcelona.

Outro recorde a cair em Eindhoven foi com uma nadadora da casa: Ranomi Kromowidjojo, que fez 23s24 nos 50m livre. A antiga marca era da também holandesa Marleen Veldhui, que foi um centésimo mais lenta em abril de 2008. Assim, o recorde era o mais antigo da natação feminina em piscina curta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.