Leandrinho empolgado com Vila Olímpica

A seleção brasileira masculina de basquete ficou fora dos Jogos Olímpicos pela segunda vez ao não se classificar no Pré-Olímpico e teve de se conformar com papel de observador. Neste domingo, o técnico Aluisio Ferreira, o Lula, que esteve em Atenas para ver as seleções olímpicas em ação, foi embora, levando estatísticas dos jogos e as informações que conseguiu obter vendo as partidas do programa olímpico e conversando. "Consegui enxergar muita coisa e isso, certamente, vai ajudar o nosso trabalho", afirmou Lula. Quem continua na Grécia, acompanhando os jogos da seleção feminina, é o armador Leandrinho, que joga no Phoenix Suns.Neste domingo, Leandrinho conseguiu um convite para visitar a Vila Olímpica, onde estão hospedados atletas do mundo todo, e voltou deslumbrado. "Gostei demais do que eu vi, um negócio extraordinário. Gostaria que a seleção masculina estivesse na Vila Olímpica nos próximos Jogos, em Pequim."Leandrinho acha que o Brasil não está tão longe assim da vaga olímpica pela qualidade de seus jogadores - antes ainda terá de brigar para participar do Mundial, no ano que vem. "É só uma questão de organizar o grupo", ressaltou. Acentuou que os talentos individuais são evidentes. "Mas temos de estar juntos e jogar basquete. O mais importante é estar lá em Pequim."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.