Leandro estreia e dá a vitória ao Palmeiras

Atacante que veio do Grêmio saiu do banco e fez o único gol do jogo contra o União Barbarense

DANIEL AKSTEIN BATISTA, O Estado de S.Paulo

25 de fevereiro de 2013 | 02h05

Que o espírito e a entrega do Palmeiras em 2013 já são outros, comparando com o do ano passado, a torcida já havia reconhecido neste início da temporada. E, pacientes, os torcedores conheceram algo mais ontem: Leandro, o estreante do dia no Pacaembu, saiu do banco de reservas para manter uma invencibilidade do time (agora de sete partidas) ao anotar o gol da difícil vitória por 1 a 0 sobre o União Barbarense.

O técnico Gilson Kleina optou por manter a escalação dos últimos dois jogos, deixando Valdivia no banco. Recuperado de lesão, o chileno só entrou no segundo tempo para imprimir velocidade e dar mais qualidade ao time, que dominava a partida mas não conseguia o gol.

A torcida já começava a reclamar de Kleina, pedindo atacantes no time. Vinícius, o único homem de frente (mas que não joga dentro da área), até que tentou balançar as redes, mas não estava numa tarde inspirada. O treinador, então, deu a primeira chance a Leandro,

E, quando o Palmeiras mais corria riscos (Marcelo Oliveira havia sido expulso), o estreante conseguiu acalmar os torcedores ao fazer 1 a 0 aos 36 minutos da etapa final.

O gol do Palmeiras foi o da insistência. Difícil falar que o time não merecia a vitória, por tudo o que fez em campo. Apesar de a formação ter apenas um atacante, os jogadores do meio-campo sobem constantemente ao ataque. E foram com eles as melhores chances: Márcio Araújo tentou de longe, Vilson beliscou a trave, Souza e Wesley armavam as jogadas sempre com perigo. Vinícius teve duas boas oportunidades: em uma, num arranque, chutou de longe e quase anotou. Depois, apareceu na frente de Walter e consagrou o goleiro.

Valdivia entrou em campo no segundo tempo para mudar o panorama do jogo, mas quase viu o cenário se complicar quando o Palmeiras ficou com um a menos. O Barbarense se animou, tentou surpreender com Bachin (Fernando Prass estava ligado), mas não aguentou a pressão que sofria desde o início do jogo.

Leandro, o estreante, não é o centroavante que a torcida ainda quer ver no time. Mas foi graças ao seu gol que o Palmeiras venceu novamente no Campeonato Paulista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.