Leão minimiza protesto da torcida e segue pressionado

As fortes manifestações da torcida antes e durante o jogo foram sentidas pelos jogadores do São Paulo. Alguns dos atletas admitiram que o rendimento foi ainda pior por causa das constantes ofensas vindas das arquibancadas. Um dos principais alvos, o técnico Emerson Leão, minimizou o ocorrido. "O atleta profissional precisa estar preparado para esse tipo de pressão. Se abater com essa pequena torcida que está aqui, não pode. O que fizeram aqui foi premeditado, orquestrado", reclamou o treinador.

O Estado de S.Paulo

24 de junho de 2012 | 03h01

Leão deve ser ainda mais pressionado nos próximos dias. Parte da diretoria quer sua demissão imediata, mas o presidente Juvenal Juvêncio não quer se desfazer dele sem ter um outro nome engatilhado.

O grupo de jogadores sabe que os próximos dias serão de cobranças, mas apostam no longo prazo para voltar a viver a tranquilidade que imperava. F.F.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.