Nilton Fukuda/AE - 29/11/2011
Nilton Fukuda/AE - 29/11/2011

Leão usa clássico para definir quem fica e quem sai

Contra o Santos, técnico testa os ameaçados Jean, Xandão e Fernandinho e barra atletas com situação definida para 2012

BRUNO DEIRO, O Estado de S.Paulo

01 de dezembro de 2011 | 03h05

O clássico com o Santos vai ajudar o São Paulo a decidir o planejamento para 2012, mas não só por conta da improvável vaga para a Libertadores. No treino de ontem, o técnico Leão sinalizou que dará a última chance a atletas ameaçados de dispensa, como Jean e Xandão, para mostrar serviço.

O treinador, que deve ser confirmado no cargo para a próxima temporada após o jogo em Mogi Mirim, testou ontem três mudanças no time titular. Barrou João Filipe, Piris e Dagoberto para as entradas de Xandão, Jean e Fernandinho, respectivamente. Com isso, deixou de lado atletas que têm situação definida no clube para tirar dúvidas.

Expulso em jogo fácil contra o América-MG, Xandão passou boa parte do ano no banco e será um dos observados. "Tenho contrato até dezembro de 2012 e, por mim, quero ficar. Mas sabemos que inúmeros fatores pesam nesta virada de ano e deixo na mão da diretoria e dos meus representantes", disse ele.

O zagueiro reconhece que a vaga como titular contra o Santos é encarada por ele e outros atletas como a última chance de mostrar seu valor, até mesmo fora do São Paulo. "É mais uma oportunidade, pois cada vez que entramos estamos sendo observados", disse Xandão. "Independentemente do objetivo pessoal, sabemos que a responsabilidade é enorme e cada um vai fazer seu melhor pensando no futuro, seja aqui ou em outro clube."

Xandão, Fernandinho e Jean têm situação semelhante. Os três tiveram espaço como titular e não são unanimidades, tanto entre a torcida como entre os dirigentes. Se confirmado o interesse de outros clubes para o próximo ano, a partida contra o Santos pode fazer a diferença para convencer Leão a mantê-los no time do Morumbi.

Sem espaço. A principal surpresa do treino de ontem foi Dagoberto, deixado de fora até mesmo da equipe reserva em parte do coletivo realizado no CT. Enquanto o grupo treinava num campo, o atacante brincou com a bola em um gramado anexo. Com pré-contrato assinado com o Internacional, o artilheiro do Tricolor na temporada (22 gols) caiu de rendimento e não marca há quase dois meses. Dagoberto foi titular contra o Palmeiras, mas perdeu a vaga com a volta de Lucas, que cumpriu suspensão. Com isso, o ataque contra o Santos deve ser formado por Fernandinho e Luis Fabiano.

Com contratos longos, Piris e João Filipe estão em baixa e ficarão na reserva por serem certezas para a próxima temporada. Piris tem acordo até meados de 2013 e resolveu, mesmo que sem brilho, a longa carência do São Paulo na lateral-direita. Contra o Palmeiras, no entanto, perdeu a chance mais clara do time - sem goleiro, o paraguaio pegou o rebote e cabeceou por cima.

João Filipe, por outro lado, não comprometeu no jogo do Pacaembu, mas ainda tenta convencer Leão de que pode ser titular. Na derrota para o Bahia, em Salvador, ele irritou o treinador por conta de suas insistentes subidas ao ataque. Para piorar, pediu para ser substituído, alegando cansaço. Contratado às pressas do Botafogo na época de Adilson Batista, o zagueiro teve contrato ampliado para cinco anos após se destacar em suas primeiras partidas pelo Tricolor.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolsão paulojeanxandão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.