LeBron brilha e leva o Miami às finais

Ala marca 28 pontos na vitória sobre o Chicago por 83 a 80 e agora luta pelo seu primeiro título, contra o Dallas Mavericks

Alan Villaverde, O Estado de S.Paulo

28 de maio de 2011 | 00h00

Com uma atuação impecável, principalmente no último período, quando anotou 12 de seus 28 pontos, LeBron James garantiu a vitória do Miami Heat por 83 a 80 sobre o Chicago Bulls, anteontem, em Chicago, para fechar a final da Conferência Leste por 4 jogos a 1, e, assim, levar sua equipe à decisão da NBA diante do Dallas Mavericks.

Além disso, LeBron novamente abriu a discussão preferida do amante de basquete: existirá um jogador melhor que Michael Jordan, campeão da NBA por seis vezes justamente com o Chicago Bulls? Para seu ex-companheiro de equipe, Scottie Pippen, sim: "Eu acho que ele pode (ser melhor que Jordan), mas é preciso ver a situação por dois ângulos: Michael Jordan foi o grande cestinha da história, mas LeBron talvez é o melhor atleta a jogar basquete", comentou. "Ele pode anotar quando quiser e envolve todos seus companheiros na partida. Ele também está jogando demais na defesa, o que faz dele um "pacote completo"."

Se apenas os números forem analisados, Pippen se encontra com um problema. Em 179 jogos disputados em playoffs, Michael Jordan obteve a média de 33,4 pontos, enquanto LeBron, nestes playoffs, fechou com média de 26 pontos nos 15 jogos disputados. E, apesar de o jogador do Heat ter números mais convincentes no quesito rebotes (8,9 a 6,4), perde por pouco em assistências (5,5 a 5,7), mostrando que Jordan também envolvia seus companheiros nos jogos.

Independentemente da discussão, James ainda procura por seu primeiro título da NBA, e esta será sua segunda chance em sete anos de carreira. A primeira foi na temporada 2006/07, quando, pelo Cleveland Cavaliers, foi varrido pelo San Antonio Spurs por 4 a 0. Jordan, ao contrário, nunca perdeu uma final. Foram seis disputadas entre os anos de 91 a 98, com quatro títulos de MVP (jogador mais valioso) da liga, contra dois (2009 e 2010) do astro do Miami Heat, de 26 anos.

O primeiro jogo da final da série de melhor de sete jogos entre Heat e Mavericks será na terça-feira, em Miami.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.