Lei de incentivo ao esporte quase pronta

O ministro dos Esportes, Agnelo Queiroz, disse hoje que o projeto de lei que dará incentivos fiscais para as empresas que investirem em esportes estará pronto nos próximos dias. O anúncio foi feito durante o Fórum Internacional "O Grande Negócio do Esporte", realizado em um hotel na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. "A aprovação desta lei será uma revolução. Vai ampliar os investimentos nos esportes ao mesmo tempo em que vai estimular a iniciativa privada", afirmou Agnelo. "Está claro que os trabalhadores rendem mais quando têm atividades esportivas nas empresas." Segundo ele, antes de dezembro o projeto chegará às mãos do ministro da Casa Civil, José Dirceu. Depois, a lei deve ser votada no Congresso. Agnelo frisou que o esporte se transformou em um negócio, muito importante no desenvolvimento econômico do Brasil. "Além disso, ajuda nossas crianças. É fundamental as escolas terem este tipo de trabalho", disse o ministro, citando o projeto Segundo Tempo, do Governo Federal, que visa à implantação das práticas esportivas nos colégios do País. "Nossa meta é a de atingir cerca de 34 milhões de jovens." De acordo com o ministro, o esporte evita que as crianças entrem em contato com o crime. E também serve para inserir os mais pobres no meio social. "Sem contar que pode ser utilizado como meio de prevenir contra problemas de saúde", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.