Brian Snyder|Reuters
Brian Snyder|Reuters

Lenda do golfe, Gary Player festeja ida ao Rio-2016 como técnico

Aos 80 anos, ex-golfista será o treinador da África do Sul

Marcio Dolzan, Estadão Conteúdo

25 de março de 2016 | 17h31

Apontado como um dos maiores jogadores de golfe da história, o sul-africano Gary Player nunca teve a oportunidade de atuar em uma Olimpíada, já que a modalidade não é disputada desde os Jogos de Saint Louis, em 1904. Por isso mesmo, os Jogos do Rio são aguardados com muita expectativa pelo ex-golfista - ele não estará em campo, mas, aos 80 anos, será o capitão da equipe da África do Sul na competição.

Vencedor de 165 torneios ao longo de mais de cinco décadas de carreira, incluindo nove Majors, principal competição da modalidade, Player lamenta não ter sentido o gostinho de participar uma Olimpíada. "Eu teria adorado disputar os Jogos Olímpicos", afirmou na quinta-feira, durante teleconferência organizada pela Academia Laureus, órgão responsável pela principal premiação do esporte mundial. "Ser o capitão da equipe da África do Sul este ano é uma grande honra e eu não vejo a hora."

O ex-jogador defendeu a reinclusão do golfe no programa dos Jogos Olímpicos. "Vai dar um grande impulso, já que veremos países menores em disputa, como o Casaquistão, enquanto muitos outros ao redor do mundo estarão acompanhando pela televisão."

A expansão da modalidade é apontada por ele como um dos principais benefícios da presença do golfe na Olimpíada. O ex-atleta aproveitou para criticar os que apontam o golfe como um esporte de elite e de difícil acesso à população. "Isso é uma bobagem absoluta. Temos tantos campos de golfe públicos ao redor do mundo hoje em dia que qualquer um pode jogar", disse.

Já a conquista de uma medalha de ouro ainda é vista com ressalvas. "Se você ganha os Jogos Olímpicos é porque você jogou contra um número limitado, muito limitado (de jogadores). Se você ganha um Major, você superou 156 caras", comparou.

Sobre o campo de golfe construído especialmente para os Jogos do Rio - alvo de polêmica por ter sido feito em parte de uma reserva ambiental -, Gary Player afirmou acreditar que será de bom padrão. "Já conheço o local, mas ainda não vi o campo pronto. Tenho certeza de que será um campo excelente, porque o lugar é maravilhoso."

Notícias relacionadas
    Tudo o que sabemos sobre:
    OlimpíadaÁfrica do Sul

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.