Lenda do MMA, Fedor volta após três anos e vence indiano no 'novo Pride'

Considerado o maior nome do MMA (artes marciais mistas) em todos os tempos, o russo Fedor Emelianenko voltou a competir na noite de quarta-feira, no Japão, três anos após se aposentar. O veterano peso pesado, aos 39 anos, praticamente não teve trabalho para vencer o indiano Jaideep Singh, ainda no primeiro round, a 3min02s de luta, por nocaute técnico.

Estadão Conteúdo

31 de dezembro de 2015 | 14h29

A luta aconteceu no primeiro evento do recém-criado Rizin Fighting Federation, dos mesmos donos do antigo Pride. Foi exatamente na liga sediada no Japão, a mais importante do mundo até ser adquirida pelo UFC em 2007, que Fedor fez história. O russo, oriundo do judô (foi duas vezes campeão nacional) ficou nove anos invicto.

Venceu nomes como Ricardo Arona e Rodrigo Minotauro (duas vezes), perdendo a invencibilidade para o também brasileiro Fabrício Werdum já no Strikeforce (também já adquirido pelo UFC), em 2010. Ele ainda foi derrotado seguidamente por Dan Henderson e Pezão antes de encerrar a carreira com três vitórias em eventos menores.

Na quarta, ele voltou aos ringues num evento de grande porte, ainda que estreante no calendário. Seu adversário, entretanto, tinha apenas três lutas no cartel e sucumbiu com facilidade.

Tudo o que sabemos sobre:
MMAFedor Emelianenko

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.