Lenílson quer garantir o revezamento

O velocista Vicente Lenílson (Vasco), que está competindo no Troféu Brasil Caixa de Atletismo, no Estádio Célio de Barros, no Maracanã, admitiu que não tem chances de alcançar o índice de 10s20 para a disputa da prova de 100m rasos, no Mundial de Edmonton, no Canadá, previsto para ser realizado entre os dias 3 e 12 de agosto. O atleta ainda se recupera de uma contusão no músculo da coxa esquerda e disse que seu maior objetivo neste Troféu será o de garantir uma vaga na equipe de revezamento 4x100m rasos, onde conquistou a medalha de prata nas Olimpíadas de Sydney, que representará o Brasil no Mundial. Durante as provas eliminatórias dos 100m rasos, Lenílson fez o quarto melhor tempo (10s48). André Domingos (Ulbra/Prudente) foi o vencedor com a marca de 10s37. Na tarde desta quinta-feira acontece a final dos 100m rasos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.