Lenny, a novidade no Palmeiras

Recuperado de lesão, atacante é relacionado após 8 meses e fica no banco amanhã contra o Atlético-MG

Daniel Akstein Batista, O Estado de S.Paulo

20 de novembro de 2010 | 00h00

Do time reserva do Palmeiras que amanhã enfrenta o Atlético-MG, em Araraquara, um jogador em especial tem motivo para comemorar. Lenny voltou a ser relacionado após oito meses e deve entrar no decorrer do jogo.

O atacante, porém, não tem boas recordações da Fonte Luminosa. Foi justamente neste estádio que, em março, contra o Rio Branco, ele rompeu o ligamento cruzado do joelho direito. "Até lembro o lugar do campo em que machuquei. Vou jogar uma água benta lá", brincou. "Mas eu não tenho nada de superstição."

Lenny viveu drama parecido em 2009, quando também se lesionou no 1.º semestre e só voltou no fim do Brasileiro. "Joguei os últimos cinco jogos do Muricy Ramalho aqui. E agora vou jogar as últimas partidas do Felipão no ano", disse. "Eu me sinto bem para aguentar um tempo. Não estou 100%, falta ritmo de jogo, mas a vontade supera todo o resto."

Como perdeu dois mandos de jogo, o Palmeiras também enfrentará o Fluminense, na penúltima rodada, em Araraquara. A delegação que hoje viaja para o interior será composta apenas pelos reservas - os titulares serão preservados para o confronto de quarta-feira, contra o Goiás, pela Sul-Americana. Um empate colocará o time na final.

Mandato. A licença médica de Luiz Gonzaga Belluzzo termina na quarta-feira e ele voltará ao cargo de presidente no dia seguinte. Manterá, porém, o Conselho Gestor instituído por Palaia até a eleição de janeiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.