Valdrin Xhemaj/ EFE
Valdrin Xhemaj/ EFE

Léo de Deus brilha no Mare Nostrum e fatura bronze nos 200m borboleta

Brasileiro faz tempo de 1min57s14 na final no primeiro dia de competições no Mônaco

Redação, Estadão Conteúdo

21 de maio de 2022 | 16h54

Em uma competição que reuniu os principais nadadores do mundo, Leonardo de Deus foi um dos destaques do evento ao faturar a medalha de bronze nos 200 metros borboleta. No primeiro dia do Mare Nostrum, realizado em Mônaco, ele ficou com o terceiro lugar com o tempo de 1min57s14.

Na prova, o campeão olímpico Chad Le Clos, da África do Sul, teve trabalho para garantir a prata, com o tempo de 1min56s74, enquanto o suíço Noe Ponti ficou com o ouro, com 1min56s51.

No primeiro dia de competição, o Brasil teve três representantes na decisão dos 100m livre. No entanto, a medalha não veio. O ouro ficou com o francês Maxime Grousset com 48s70. A Hungria ficou com a prata e o bronze, com Nandor Nemeth (49s13) e Szebtasitan Szabo (49s14).

Gabriel Santos foi o melhor colocado na disputa e terminou em quarto lugar ao marcar 49s22. Breno Correia veio logo atrás com 49s26 e Marcelo Chierighini terminou na sétima posição, com 49s74.

Nos 400m livre, o medalhista olímpico Fernando Scheffer chegou a liderar a disputa. Especialista nos 200 metros, ele não conseguiu manter o ritmo da largada e terminou a prova em sexto lugar, com o tempo de 3min53s89. O vencedor foi o sul-africano Matthews Sates, que levou o ouro com 3min49s37. O suíço Antonio Djakovic ficou com a prata, com 3min50s65, e o estoniano Kregor Zirk terminou em terceiro, com 3min51s71.

Nos outros resultados de hoje, Bruno Fratus se classificou às semifinais dos 50m livre em primeiro lugar, com o tempo de 21s85. Nas quartas dos 50m borboleta, Nicholas Santos se classificou com o melhor tempo ao fazer 23s14. Nos 50m peito, João Luiz Gomes foi para a semifinal com o melhor desempenho ao nadar em 27s25.

Um dos circuitos mais prestigiados da natação mundial, o Mare Nostrum estreou na temporada 2022 neste sábado. Haverá etapas ainda em Barcelona e Canet nas próximas semanas. Os nadadores brasileiros encaram a competição como preparação para o Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos, em junho, em Budapeste, na Hungria.

ANA MARCELA CUNHA BRILHA

A campeã olímpica em Tóquio, no ano passado, voltou a brilhar no Aberto da Espanha. Um dia após vencer a prova dos 10 km, a nadadora brasileira conquistou o ouro no Campeonato Espanhol de Águas Abertas com o tempo de 56min42s nos 5 km.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.