Léo Lima, ex-bad boy, dá conselhos para Adriano

Noitadas, bebidas, baladas. Combinação perigosa, que Léo Lima conhecia muito bem. O volante palmeirense disse ontem que já aprontou muito, mas afirma que deixou a vida de bad boy para trás. E mandou um conselho para Adriano, atacante do São Paulo. ''''O Adriano é meu amigo, bom de coração'''', afirmou. ''''Ele deve estar sofrendo influência de outros. Precisa ver quem está do lado dele, quem gosta dele ou não.''''Léo Lima fala com a experiência de quem já passou por várias encrencas na carreira. Começou a mudar o pensamento há pouco mais de um ano, quando nasceu sua primeira filha, Ana Sophia. ''''Já fiz muitas bobagens. Saía de segunda a segunda, bebia nas baladas. Fazia corpo mole, ia da balada para os treinamentos.''''Em pouco tempo no Palmeiras, Léo Lima acabou com a desconfiança da torcida e hoje é o titular no time de Vanderlei Luxemburgo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.