Léo se diz pronto para ajudar Santos no Mundial

O lateral-esquerdo Léo vive a expectativa de ser titular do Santos na decisão do Mundial de Clubes, domingo, em Yokohama. Reserva na semifinal contra o Kashiwa Reysol, ele pode entrar na equipe na final diante do Barcelona, já que o zagueiro Durval, que atuou improvisado na lateral esquerda diante do time japonês, teve a sua atuação criticada.

AE, Agência Estado

16 de dezembro de 2011 | 15h48

Léo garante estar pronto para ajudar o Santos, mas evita exigir a titularidade e adota o discurso que o mais importante neste momento é o grupo. "Eu quero estar em condição. Se não entrar, quero estar no banco e saber que ele (o técnico Muricy Ramalho) pode contar comigo. Agora não é hora de vaidade. Agora é hora de estar com o grupo e preparado", disse.

Veterano, Léo, de 36 anos, sofreu com uma lesão na reta final do Campeonato Brasileiro, mas garante ter condições de ajudar o Santos. Além disso, se diz empolgado com a chance de disputar um jogo tão importante. "O coração dispara, é um momento mágico. Pela primeira vez, não estou preocupado. Minha única preocupação é estar preparado. Se formos campeões, vou ser campeão do mesmo jeito. O que deixa a gente feliz é a vontade que todo mundo tá", afirmou.

O favoritismo do Barcelona diante do Santos é reconhecido por Léo. O lateral, porém, promete que o Santos tentará superar o adversário. "É um grupo de muita qualidade. A gente sabe que vai ser duro. Tem que estar bem posicionado, ciente da dificuldade e atacar também. São 11 contra 11. Temos esperança de que a gente pode fazer um grande jogo".

Tudo o que sabemos sobre:
SantosfutebolMundialLéo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.