Lesão pode tirar Dani Pedrosa de etapa da MotoGP

O piloto espanhol Dani Pedrosa deve decidir na próxima semana se será submetido a uma cirurgia na clavícula direita ou se optará por um tratamento mais conservador após ter sofrido uma queda na etapa deste domingo da MotoGP, em Le Mans.

AE, Agência Estado

16 de maio de 2011 | 17h42

Pedrosa precisou deixar a prova mais cedo por causa de uma ultrapassagem imprudente do italiano Marco Simoncelli na primeira parte da corrida. A manobra atrapalhou o espanhol, que tocou na moto do rival, perdeu o controle e abandonou a corrida. Na queda, ele sofreu a fratura na clavícula direita.

A nova lesão acontece justamente quando Pedrosa tentava se restabelecer na categoria, após ficar de fora das últimas etapas do ano passado, por conta de outra fratura, na clavícula esquerda. O espanhol vencera a corrida anterior, em Portugal, e estava na briga pela liderança do campeonato.

Por conta da fratura, a presença de Pedrosa na próxima etapa da MotoGP, em Montmeló, no Grande Prêmio da Catalunha, ainda é incerta. Ele regressou imediatamente de Le Mans a Barcelona após o acidente e as radiografias realizadas confirmaram o primeiro diagnóstico.

O espanhol passou a noite no hospital, imobilizado, e terá a opção de colocar mais uma placa na clavícula ou esperar que a lesão sare naturalmente, sem a necessidade de uma cirurgia.

Tudo o que sabemos sobre:
MotoGPDani Pedrosa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.