Lesão tira Paulinho dos jogos na Europa

Volante corintiano foi cortado ontem por Felipão, que decidiu não convocar ninguém para o seu lugar

ALMIR LEITE, O Estado de S.Paulo

18 de março de 2013 | 02h05

A seleção brasileira não poderá contar com o volante Paulinho para os amistosos com a Itália e a Rússia. O corintiano foi cortado ontem pelo técnico Luiz Felipe Scolari, que também decidiu não que convocará substituto.

Segundo o site da CBF, o jogador tem uma lesão muscular na coxa esquerda. A decisão do corte foi tomada pelos médicos José Luís Runco (da seleção), e Joaquim Grava (do Corinthians).

Os próximos oito dias serão muito importantes para o futuro próximo da seleção, que em junho vai tentar o terceiro título seguido da Copa das Confederações. Scolari terá dois jogos e oito treinamentos para observar os jogadores e definir a maior parte do grupo que participará do evento-teste para a Copa do Mundo de 2014.

Além de começar a implantar a sua filosofia de jogo, Felipão vai procurar "sentir'' no convívio com os jogadores quem demonstra disposição e confiança para levar a equipe ao sucesso.

O treinador voltou ao comando da seleção há pouco tempo, sabe que o tempo é curto para formar um grupo sólido técnica e mentalmente, mas acredita ser possível. Esta também é a última oportunidade de ter por perto os jogadores que atuam no futebol europeu.

Nos amistosos contra a Bolívia, dia 6 de abril em Santa Cruz de La Sierra, e Chile, dia 24 de maio no Mineirão, Felipão só poderá chamar atletas que estão no futebol brasileiro - no jogo contra a Inglaterra programado para 2 de junho no Maracanã o treinador já terá definido o grupo que disputará a Copa das Confederações.

Entre os jogadores convocados para as partidas de quinta-feira contra a Itália, em Genebra, e da próxima segunda-feira contra a Rússia, em Londres, Felipão relacionou 14 que estão na Europa. Seriam 15, mas Lucas, do PSG, foi cortado por contusão no tornozelo e substituído pelo são-paulino Osvaldo.

Hoje, em Genebra, os jogadores, terão dia livre, embora talvez ocorra trabalho físico em alguma academia.

Neymar. Cobrado por viver uma fase um pouco instável com a camisa do Santos, alternando atuações boas e ruins, Neymar chegou às 15 horas de ontem ao Aeroporto Internacional de Guarulhos para o voo rumo à Suíça. "Reconheço que preciso fazer uma sequência melhor de jogos na seleção. O ambiente aqui é bom, mas temos menos tempo para treinar e a equipe ainda está em formação."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.