Levantadores protagonizam um duelo especial

Bruninho, do RJX, e William, do Cruzeiro, são algumas das atrações da grande final do Maracanãzinho

RIO, / S.B., O Estado de S.Paulo

14 de abril de 2013 | 02h05

Uma das atrações da final da Superliga masculina será o duelo entre dois levantadores que, para muitos, são os melhores do País. Pelo RJX, Bruninho, filho do técnico da seleção, Bernardinho, mantém regularidade há vários anos e já não há quem questione sua presença no time nacional. Do outro lado, William, que já esteve na seleção e por pouco não integrou a equipe que ganhou a prata em Londres.

William foi preterido por Ricardinho na Olimpíada, mas faz um trabalho muito bom pelo Sada Cruzeiro desde o ano passado, quando foi uma das peças mais importantes na conquista do título da Superliga. Foi eleito o melhor levantador daquela competição e o destaque da final, contra o Vôlei Futuro. Antes, William jogou um período na Argentina, fez sucesso no país vizinho e acabou repatriado pelo Cruzeiro. Hoje, é um dos ídolos do time da cidade de Contagem.

Para Bruninho, não existe essa disputa particular. Ele reconhece o valor do oponente e o elogia bastante, mas diz que vai entrar no Maracanãzinho preocupado em ajudar o time a conquistar o título, sem se importar com comparações. "É normal que se estabeleçam esses confrontos particulares, mas isso não é prioridade", declarou Bruninho.

Para William, seu colega é um nome internacional, respeitado por todos os grandes jogadores de vôlei do mundo. E ele também desconversou sobre o duelo com Bruninho, embora tenha admitido que ganhar um título com uma ótima atuação fecharia com chave de ouro o bicampeonato do Cruzeiro. "Se eu puder ser eleito de novo o melhor em quadra numa final, excelente. Mas isso só vai valer para mim se meu time for campeão", declarou William.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.