Levir vê classificação justa do Fluminense e Cavalieri divide os méritos

O Fluminense se garantiu na decisão da primeira Copa Sul-Minas-Rio na última quarta-feira. Em Brasília, a equipe carioca suou bastante, mas venceu o Internacional nos pênaltis, após empate por 2 a 2 no tempo normal, e se classificou. Para o técnico Levir Culpi, o resultado das penalidades fez jus ao que as duas equipes apresentaram ao longo dos 90 minutos.

Estadão Conteúdo

24 de março de 2016 | 11h05

"Foi justa a nossa classificação. As melhores ações da partida foram do Fluminense. É notório que os dois times ainda têm muito o que melhorar. Tivemos boas coisas e algumas que estudamos juntos e vamos ter de rever durante a semana", declarou.

Há pouco mais de duas semanas no clube, Levir já começa a ver o Fluminense ganhar a sua cara. Agora, o treinador espera que a atuação apresentada durante boa parte da partida de quarta-feira se mantenha para os próximos confrontos, principalmente na decisão contra o Atlético-PR, dia 7 de abril.

"Acho que tem meu dedo, sim, sinceramente. Ainda não jogamos regularmente bem. Acredito na qualidade do elenco. É a minha chance e, a partir de agora, as coisas vão sair da melhor forma. A torcida hoje (quarta) também ajudou. Tem de começar a pegar fogo na coisa para termos um bom ano", comentou.

Ao menos na quarta, o herói da vitória foi Diego Cavalieri. Depois de falhar no segundo gol do Inter no tempo normal, o goleiro se redimiu nos pênaltis, pegou duas cobranças e foi o maior responsável pela classificação.

"É dividir a vitória com os companheiros, com todo mundo. Nosso treinador faz um excelente trabalho. Assim equipe teve equilíbrio que o Levir pediu para termos. A tendência é que a gente possa retribuir cada vez mais com boas atuações", disse Cavalieri.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.