Arquivo/AE
Arquivo/AE

Lewis e Merlene são os maiores vencedores no Mundial

Americano tem dez medalhas e a eslovena soma 14 na história do principal torneio do atletismo

EFE

14 de agosto de 2009 | 10h23

O americano Carl Lewis e a jamaicana naturalizada eslovena Merlene Ottey são os grandes nomes da história do Mundial de atletismo, com números que permanecem inalcançáveis.

Veja também:

especialMUNDIAL - Leia todas as notícias do torneio

forum QUIZ - Participe do teste sobre o Mundial

tabela CALENDÁRIO - Todos os eventos e horários

Apelidado de "filho do vento", Lewis acumula um total de dez medalhas, sendo oito ouros, uma prata e um bronze, nas muitas participações nos 100, 200 metros, salto em distância e revezamento 4 x 100m.

Entretanto, ele é superado por um ouro pelo compatriota Michael Johnson, que detém desde 1999 o recorde mundial dos 400 metros, com a marca de 43s18.

Quem tem chance de fazer história é o também americano Tyson Gay, que pode chegar ao quarto ouro em Berlim. Ele venceu os 100 m, 200 m e 4 x 100 m no último Mundial, disputado em 2007 na cidade de Osaka.

Merlene Ottey, que ganhou todas suas medalhas quando defendia a Jamaica, chegou ao pódio 14 vezes, sendo três delas em primeiro (no revezamento 4 x 100 m, em 1991, e duas nos 200 m, em 1993 e 1995), além de quatro pratas e sete bronzes.

A americana Gail Devers é a maior vendedora individual, com cinco ouros e outras três pratas. Outras três atletas dos EUA vêm em seguida, com quatro primeiros lugares: Jearl Miles-Clark, Marion Jones e Jackie Joyner-Kersee.

Outra estrela é o ucraniano Serguei Bubka, com seis vitórias no salto com vara na história dos Mundiais - 1983, na primeira edição, 1987, 1991, 1993, 1995 e 1997.

Outros atletas que ganharam seis medalhas em uma mesma prova são Jearl Miles-Clark, com três ouros e três pratas no revezamento 4 x 400 m, o alemão Lars Riedel, com cinco vitórias e um bronze no lançamento de disco, e a própria Ottey, com dois triunfos, um vice-campeonato e três bronzes nos 200 m.

 AS MARCAS HISTÓRICAS DO MUNDIAL DE ATLETISMO
 Mais ouros em um Mundial (3): Marita Koch (ALE), em 1983 (200 m, 4 x 100 m e 4 x 400 m); Carl Lewis (EUA), em 1983 e 1987 (100 m, salto em distância e 4 x 100 m) Maurice Greene (EUA), em 1999 (100 m, 200 m e 4 x 100 m) Tyson Gay (EUA), em 2007 (100 m, 200 m e 4 x 100 m) 

 Campeão mais velho: Ellina Zvereva (BLR/lançamento de disco em 2001, com 40 anos e 269 dias) e Abel Antón (ESP/maratona em 1999, com 36 anos e 308 dias). 

 Campeão mais jovem: Merlene Frazer (JAM/revezamento 4 x 100 m em 2001, com 17 anos e 248 dias); Tirunesh Dibaba (ETI/5.000 m em 2003, com 17 anos e 333 dias); e Ismael Kirui (QUE/5.000 m em 1993, com com 18 anos e 177 dias)

 Mais participações em Mundiais de atletismo:

Com 9 edições: Tim Berrett (CAN), Laverne Eve (BAH), Franka Dietzsch (ALE), Jackie Edwards (BAH), Susana Feitor (POR) e Maria Mutola (MOC)

Com 8 edições: Jan Zelezny (RTC), Lars Riedel (ALE), Jesús Ángel García Bragado (ESP), Hatem Ghoula (TUN), Danny McFarlane (JAM), Kevin Sullivan (CAN), Merlene Ottey (JAM), Yelena Nikolayeva (URS/RUS), Fiona May (GBR/ITA), Beverly McDonald (JAM) e Eunice Barber (SLE/FRA)

 Edição com mais participantes: 2007, em Osaka, com 1.882 atletas

 Edição com mais países participantes: 1999, em Sevilha (ESP), com 201 

 Edição com mais recordes mundiais batidos: 1993, em Stuttgart (ALE)

 Edição com mais casos de doping: 2001, em Edmonton (CAN), com 16

 Primeiro ouro: Grete Waitz (NOR), na maratona feminina em 1983, em Helsinque (FIN)

 Vitória mais apertada: Um milésimo nos 100 m da edição de 1983, em Stuttgart (ALE) - a americana Gail Devers completou a prova em 10s811, enquanto a jamaicana Merlene Ottey chegou em segundo com 10s812

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.