Lewis e Tyson lutam dia 6 de abril

O tão esperado duelo entre os pugilistas Lennox Lewis, da Inglaterra, e o norte-americano Mike Tyson, finalmente teve a data e local marcados. Nesta terça-feira, os promotores do combate anunciaram a luta para o dia 6 de abril, no ringue do MGM Hotel, em Las Vegas. Em jogo estarão os cinturões do Conselho Mundial de Boxe (CMB) e da Federação Internacional de Boxe (FIB), pertencentes a Lewis. Mas a entrevista coletiva marcada para o Teatro Hudson, em Nova York, não aconteceu por causa de uma grande briga envolvendo dirigentes, guarda-costas, policiais e os dois lutadores. Após um clipe com o melhor da carreira dos dois pugilistas, Tyson foi anunciado primeiro e se dirigiu para a mesa. Lewis entrou em seguida e antes de se sentar foi recebido por Tyson, que garedia o campeão com palavrões. Lewis se dirigiu até Tyson e os dois começaram a se agredir. Cerca de 20 pessoas tentaram impedir a briga dos boxeadores, que durou cerca de cinco minutos. O presidente do Conselho Mundial de Boxe, o mexicano Jose Sulaymán, recebeu um empurrão e caiu. Ninguém ficou gravemente ferido, mas Tyson tinha um pequeno corte na cabeça. Estas brigas durante as entrevistas estão se tornando normais no boxe desde agosto, quando o próprio Lewis brigou com o ex-campeão Hasim Rahman. No fim do ano passado, Marco Antonio Barrera e Erik Morales também trocaram sopapos e na semana passada Oscar De La Hoya e Fernando Vargas se agrediram fora do ringue. Lewis tem 39 vitórias (30 nocautes), duas derrotas e um empate. Ele ostenta os cinturões do Conselho Mundial e da Federação Internacional de Boxe. Já o polêmico Tyson possui em seu currículo 49 vitórias (43 nocautes), três derrotas e duas lutas sem decisão. O ex-campeão tenta recuperar o título que já foi seu por duas vezes.A bolsa para este combate será um pouco maior do que US$ 20 milhões para cada um dos pugilistas. Além disso, já foi marcada uma revanche para outubro, independente do resultado da luta de abril.

Agencia Estado,

22 de janeiro de 2002 | 15h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.