Licitação de novo autódromo do Rio deve sair até junho

Pista será construída em terreno doado pelo Exército no bairro de Deodoro

TIAGO ROGERO, Agência Estado

18 de fevereiro de 2013 | 18h12

RIO - O secretário nacional de esportes de alto rendimento do Ministério do Esporte, Ricardo Leyser, anunciou nesta segunda-feira que o projeto executivo do novo autódromo do Rio deve ser finalizado até o fim de março. A pista será construída num terreno doado pelo Exército no bairro de Deodoro, na zona oeste.

De acordo com Leyser, o projeto está 70% pronto. A proposta básica já foi encaminhada ao governo do Estado para que possa fazer as alterações que ache necessárias. Depois, o projeto volta para ser finalizado pelo Ministério. A previsão agora é de que a licitação fique pronta até junho. As obras ainda não têm prazo para começar.

O autódromo do Rio transformou-se em uma novela depois que a CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo) conseguiu barrar o edital do Parque Olímpico no antigo autódromo de Jacarepaguá, exigindo que um novo fosse construído antes que a velha casa do automobilismo carioca fosse fechada. A previsão inicial, porém, é que as obras em Deodoro seriam concluídas no ano passado, o que ficou longe de acontecer.

Nesta segunda-feira, Leyser foi um dos participantes do quarto encontro da Comissão de Coordenação do COI para os Jogos Olímpicos Rio/2016, num hotel da cidade. As reuniões contaram ainda com a presidente da comissão, a marroquina Nawal El Moutawakel, o presidente do Comitê Organizador, Carlos Arthur Nuzman, o ministro dos Esportes, Aldo Rebelo, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, e o diretor executivo de Jogos Olímpicos do COI, o suíço Gilbert Felli.

As reuniões seguem até quarta-feira. Para esta terça, estava prevista uma visita ao Maracanã, que pode não acontecer por conta da greve que paralisou as obras nesta segunda-feira. Os membros do COI estão no Rio desde o fim de semana passado e acompanharam o Desfile das Campeãs do Carnaval 2013, no Sambódromo. O local vai receber a chegada da maratona e as provas de tiro com arco na Olimpíada.

Tudo o que sabemos sobre:
OlimpíadaRio-2016

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.