Líder ataca para quebrar jejum

Há três jogos sem vencer, Palmeiras sente primeira colocação ameaçada caso tropece hoje contra o Barueri

Daniel Akstein Batista, O Estadao de S.Paulo

14 de março de 2009 | 00h00

Acabou a "gordura" conquistada pelo Palmeiras. A boa sequência no início do Estadual permitiu ao time colocar vantagem sobre os adversários para ter maior tranquilidade na fase de classificação. A liderança ainda é sua, mas já está ameaçada. Um ponto na frente do Corinthians - mas também com um jogo a menos, vale sempre lembrar -, os palmeirenses podem perder a ponta, pelo menos temporariamente, se não vencerem o Barueri hoje, às 16 horas, no Palestra Itália. Para uma equipe que precocemente se acostumou aos triunfos, a série de três jogos sem vitória já começa a atormentar.O primeiro tropeço veio na Taça Libertadores. A derrota para o Colo Colo, em casa, complicou a situação do time (ver ao lado). Depois veio o empate com o Corinthians, com gostinho amargo - levou o gol de Ronaldo no minuto final. Por último, com time misto ficou no 1 a 1 com o Ituano e mostrou futebol que não empolgou ninguém.Os jogadores entrarão em campo pressionados. A ordem é vencer os dois próximos jogos como mandante - depois do Barueri pega o Noroeste, na terça-feira. Com dois triunfos, a classificação para as semifinais estará bem encaminhada. Já uma derrota no percurso vai adicionar uma pitada de pimenta no até agora tranquilo ambiente no clube. Todos sabem que um novo tropeço poderá desencadear tormentas."Temos de conseguir a vitória para espantar essa crise de que estão falando", disse o goleiro Bruno. "Estamos há três jogos sem vencer e já virou motivo para falarem que tem crise aqui, mas o ambiente está tranquilo", garantiu.TITULARESContra o Ituano, na quarta-feira, Vanderlei Luxemburgo deixou as estrelas do time no banco. Keirrison, Cleiton Xavier e Pierre só entraram no segundo tempo. Diego Souza nem foi para o campo. Hoje, o treinador deve optar por força máxima - apenas o goleiro Marcos e o zagueiro Edmílson, ainda em fase de recuperação, seguem fora.Diego Souza admite que só a vitória satisfaz nesta tarde. "Sem dúvida pesa", afirmou, ao comentar a falta de bons resultados. "O Palmeiras não pode ficar muito tempo sem vitória. Antes tínhamos gordura pra queimar e agora temos de buscar as vitórias de novo."Só a vaga para a próxima fase não contentará os palmeirenses. A briga é pela liderança até o final. "Com mais duas vitórias ficaremos perto da vaga. Mas estamos buscando a primeira colocação e, enquanto não conseguirmos, não vamos descansar", prometeu Diego Souza. "Somos os líderes, temos o ataque mais positivo e sempre seremos mais marcados", avisou, à espera de uma forte retranca do Barueri. O rival de hoje tem 22 pontos, está na sétima colocação e ainda luta por vaga no G4.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.