Líder Atlético-MG despacha o Vasco e amplia sua vantagem

O Atlético-MG se manteve na liderança do Campeonato Brasileiro ao vencer o grande duelo da rodada contra o Vasco, por 1 a 0, ontem no Estádio Independência, em Belo Horizonte. E foram, curiosamente, os dois 'vilões' da discussão ríspida com o presidente do clube mineiro, Alexandre Kalil, os personagens da partida: Ronaldinho Gaúcho fez a jogada e Jô concluiu para a rede, aos 24 minutos do segundo tempo.

O Estado de S.Paulo

13 de agosto de 2012 | 03h02

No confronto direto entre líder e o então vice-líder, prevaleceu quem mostrou mais vontade de vencer. Apesar de enfrentar forte marcação, o Atlético teve um maior volume de jogo e mereceu a vitória, passando a somar 38 pontos, contra 34 do rival de ontem e 35 do Fluminense, agora o segundo colocado.

No primeiro tempo, a única oportunidade de gol surgiu aos 17 minutos, quando, lançado por Bernard, o atacante Jô ficou à frente do goleiro Fernando Prass, mas chutou para fora.

Na segunda etapa, o Atlético correu mais em busca do gol e chegou ao seu objetivo aos 24 minutos: Ronaldinho Gaúcho fez boa jogada pela esquerda, levantou na área, Fernando Prass rebateu mal e Jô cabeceou para a rede. A partir daí o time mineiro tratou de administrar o jogo.

Em Porto Alegre, no Beira-Rio, o Internacional sofreu muito para vencer a Ponte Preta por 2 a 1. No primeiro tempo, a equipe campineira saiu na frente com o gol de Cicinho, aos 40 minutos. Na segunda etapa, mais na base da correria, o Inter, pouco depois de levar uma bola na trave chutada por Cicinho, empatou com um gol de cabeça de Jajá, aos 14 minutos. Depois o time gaúcho pressionou bastante e acabou chegando à vitória aos 46 minutos com o gol de Mike.

No Canindé, Portuguesa e Botafogo empataram por 1 a 1. A Lusa começou bem, criando duas chances de gol, à frente do goleiro Jefferson. Mas elas não foram aproveitadas. Sorte do Botafogo, que em um escanteio, chegou ao gol aos 18 minutos, com Elkeson marcando de cabeça.

Mas a Lusa devolveu o lance para o Botafogo aos 38 minutos: após escanteio, Bruno Mineiro cabeceou para a rede. No segundo tempo, Seedorf entrou aos 22 minutos para dinamizar o meio-campo botafoguense. O jogo continuou equilibrado e terminou empatado: 1 a 1.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.