Líder da Volta da França é alvo de antidoping surpresa

Comitê afirmou que testes já estavam acertados com a organização e não revelou detalhes do procedimento

AE-AP, Agencia Estado

21 de julho de 2008 | 11h33

O luxemburguês Franck Schleck, líder da Volta da França após 15 etapas, foi alvo de um exame antidoping surpresa após a prova de domingo, informou nesta segunda-feira o Comitê Olímpico Italiano (Coni). A entidade fez testes com seis ciclistas, mas não revelou detalhes sobre o procedimento. A Volta da França entrou na Itália no domingo, para uma etapa de escalada até Prato Nevoso. Foi durante esta parte da prova que Schleck assumiu a liderança, ultrapassando o australiano Cadel Evans. De acordo com o Coni, os testes feitos no domingo já estavam acertados com a organização do evento, embora os competidores não tivessem sido alertados.A Volta da França deste ano já teve três casos de doping divulgados, todos pelo uso do hormônio sintético EPO. Os espanhóis Moisés Duenas Nevado e Manuel Beltran, além do italiano Riccardo Ricco, foram flagrados e excluídos da prova. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.