Evelson de Freitas/AE
Evelson de Freitas/AE

Líder vai com três atacantes para cima do Flu

Tite armou o Corinthians com um esquema ousado para beliscar mais três pontos e se manter no topo da tabela

Fábio Hecico, O Estado de S.Paulo

11 de setembro de 2011 | 00h00

Com esquema ofensivo e promessa de ousadia, com Jorge Henrique, Willian e Liedson no ataque, o Corinthians espera frear a empolgação do Fluminense (vem de três vitórias), hoje, às 16 horas, no Engenhão, e sustentar a liderança isolada do Campeonato Brasileiro. Tite também espera calar a boca do amigo Abel Braga, técnico do Flu, que disse que o líder "joga feio".

Vencer no Rio significa somar os mesmos 21 pontos como visitante na campanha de 2010. E ainda restariam sete jogos longe de casa, o que sugere desempenho bem melhor do que o do ano passado. Atrás do São Paulo (fez 23 pontos fora do Morumbi), o Corinthians conta com a segunda melhor campanha fora de seus domínios, com 18 pontos.

"Estamos fazendo um ótimo campeonato. A gente vinha de sequência boa no começo, chegou a hora de tropeçar, agora é esquecer o fim do primeiro turno e começar o segundo, se Deus quiser, com sequência de vitórias", afirma o volante Paulinho, crente em nova série de triunfos, como na largada da competição.

Substituto de Emerson, suspenso, o atacante Willian encara o jogo como uma "decisão pessoal." Depois de bom início no campeonato, caiu de rendimento e acabou na reserva com a troca de esquema para dois meias.

Boas recordações. Diante do Fluminense, equipe de sua maior apresentação pelo Corinthians - fez os dois gols da vitória de 2 a 0 no primeiro turno - ele quer renascer após jejum de 13 rodadas (atuou em 11).

"Olha, acho que fazer gol sempre tem gosto especial, é diferente, mas fico feliz por estar participando do passe, da marcação, da parte tática. O Tite pede para eu entrar e dar colaboração. É o que estou tentando fazer", diz. "Claro, se sair um gol no domingo (hoje) será muito bom. Já estou recebendo cobrança de todos os lados para voltar a fazer um gol. Mas minha família também está dando total apoio."

Willian já foi artilheiro do time no Brasileiro, com cinco gols. Porém, a fonte secou no dia 14 de julho, após garantir o triunfo de 1 a 0 sobre o Internacional.

Momento especial. Naquela época, em boa fase, chegou a deixar Emerson e Alex na reserva pelo início promissor.

"Eles esperaram seu momento. Eu perdi o meu e agora espero recuperá-lo. O mais importante é que estou entrando bem e podendo ajudar, como fiz diante do Flamengo." Ele deu o passe do gol da virada na quinta-feira.

Rivais do Rio, por sinal, lhe trazem sorte. Decidiu diante do Fluminense no Pacaembu, fez gol contra o Flamengo no Rio (1 a 1) e assistência na capital.

"É apenas uma coincidência agradável", minimiza. Contudo, espera que ela se repita esta tarde. "Eu comecei bem o campeonato e fui destaque contra os cariocas. Quem sabe agora não possa recuperar a boa fase diante deles?", espera, confiante.

Para se manter no topo da tavela sem precisar olhar para os oponentes, o Corinthians precisa ganhar hoje. Um ponto também pode mantê-lo na liderança, desde que não aconteçam goleadas surpreendentes nos jogos dos candidatos à liderança do Campeonato Brasileiro.

É por isso que Tite vai com um time bem ousado para cima do Fluminense.

Jogo feio

Com 100% de aproveitamento no 2º turno, o Flu quer manter campanha perfeita, mesmo que ao custo de exibições sem brilho.

FLUMINENSE X CORINTHIANS

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Mariano, Gum, Leandro Euzébio e Carlinhos; Edinho, Rodrigo, Marquinho e Lanzini; Ciro e Fred. Técnico: Abel Braga

CORINTHIANS: Julio Cesar; Welder, Chicão, Leandro Castán e Ramon; Ralf, Paulinho e Danilo; Willian, Liedson e Jorge Henrique. Técnico: Tite

Local: Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 11 de setembro de 2011, domingo

Horário: 16 horas (de Brasília)

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.