Liverpool goleia United e ainda sonha com título

Com os 4 a 1 sobre o líder da competição, o time dirigido pelo espanhol Rafa Benitez encurta a distância: agora tem 61 pontos contra 65

, O Estadao de S.Paulo

14 de março de 2009 | 00h00

Fazia cinco anos que o Liverpool não sabia o que era vencer o Manchester United no Old Trafford. Mas não havia momento melhor para o triunfo chegar. O time do técnico Rafa Benítez goleou o líder do Campeonato Inglês, ontem, por 4 a 1, e garantiu a segunda posição - somou 61 pontos, quatro a menos do que o rival. Para os Reds, ainda é possível sonhar com o título da Liga. A convincente vitória na casa do adversário encerrou uma semana inesquecível para o Liverpool. Na terça-feira, massacrou o Real Madrid - triunfo por 4 a 0, em casa, que garantiu a classificação para as quartas-de-final da Copa dos Campeões. O Manchester também carimbou seu passaporte na competição, ao eliminar a Internazionale (vitória por 2 a 0).Embalados, os dois times fizeram um jogo movimentado e tudo parecia caminhar para uma vitória do United. Aos 23, Cristiano Ronaldo abriu o placar, de pênalti. O artilheiro Fernando Torres iniciou a reação, cinco minutos depois, e o o capitão Gerrard garantiu a virada, de pênalti, aos 44. A goleada foi sacramentada na etapa final e com direito a gol brasileiro. Vidic fez falta dura e foi expulso. Na cobrança de falta, gol de Fábio Aurélio, aos 32 minutos. Dossena fechou o placar, aos 45.PRESSÃO PARA O CHELSEACabe agora ao Chelsea acabar com a euforia do Liverpool. O time londrino terá a chance de reassumir a segunda posição hoje, contra o Manchester City, às 10h30 (de Brasília). Sob nova direção, do holandês Guus Hiddink, os Blues vêm recuperando o terreno perdido na era Felipão. Já a equipe de Robinho e Elano luta para se manter na zona intermediária da tabela. Ainda hoje, o Aston Villa recebe o Tottenham. Amanhã, West Ham e West Bromwich se enfrentam.Também ontem, o Arsenal goleou o Blackburn por 4 a 0 e alcançou o Aston Villa, na quarta colocação (52 pontos). Outro resultado expressivo foi alcançado pelo Everton (48), que bateu o Stoke por 3 a 1.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.