Lorrane Oliveira abre temporada de estreias na ginástica feminina

A etapa de Doha (Catar) da Copa do Mundo de Ginástica Artística vai iniciar uma temporada histórica para a modalidade no Brasil. Afinal, 2015 é o aguardado ano em que Flávia Saraiva e Rebeca Andrade vão completar 16 anos. Por isso, as duas meninas, tidas como o futuro da ginástica brasileira, finalmente poderão estrear em competições adultas.

Estadão Conteúdo

24 Março 2015 | 16h45

Flávia e Rebeca são os expoentes de uma geração que chega para ocupar uma lacuna notável de formação de ginastas nos últimos anos - tanto que Jade Barbosa e Daniele Hypolito seguem sobrando na seleção.

Do grupo de jovens, a primeira a estrear será Lorrane Oliveira, do Cegin-PR. A garota fez 16 anos no ano passado, mas só no Catar vai competir pela primeira vez em uma etapa de Copa do Mundo. "Quero muito ir bem e me preparar ainda melhor para o Pan. Depois da competição que fui no Texas, em janeiro, aumentamos o ritmo de treinamento e estou mais forte", comenta Lorrane, em referência a uma competição amistosa nos EUA.

A Copa do Mundo em Doha deve servir para o comando técnico da seleção brasileira comparar o desempenho de Lorrane com o de Daniele Hypolito. A veterana de 31 anos também está no Catar e tenta mostrar que ainda merece espaço na seleção. Se o Brasil não sofrer com lesões, terá Jade Barbosa, Flávia Saraiva e Rebeca Andrade no Mundial. As outras três vagas na equipe estão em aberto.

HOMENS - Depois de ser poupado na final do salto em Cottbus, domingo, Diego Hypolito está confirmado na equipe que vai competir em Doha. Além dele, Arthur Zanetti e Péricles Silva também viajaram direto da Alemanha para o Catar.

Mais conteúdo sobre:
ginástica artística Lorrane Oliveira

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.