Loteria poderá financiar atletas

O governo estuda a possibilidade de destinar parte do dinheiro da loteria esportiva que é transferida à Receita Federal para o projeto Potência Olímpica. O programa foi criado pelo Ministério do Esporte e Turismo para beneficiar 1.500 atletas de 27 modalidades que poderão disputar a Olimpíada de Atenas em 2004.O ministro do Esporte e Turismo, Carlos Melles, disse nesta terça-feira que o governo terá de desembolsar R$ 200 milhões para o Potência Olímpica.Desse total, o Ministério poderá contar com R$ 100 milhões para desenvolver o programa a partir da aplicação da lei Piva, proposta já aprovada no Senado que estabelece a transferência de 2% do montante líquido dos prêmios das loterias para o esporte olímpico.Segundo ele, o dinheiro poderia ser complementado destinando ao projeto uma parte dos 25% que são aplicados sobre o bruto do prêmio da loteria esportiva. Melles disse que essa idéia tem de ser negociada no governo, já que os 25% são cobrados pela Receita Federal. Melles participou de uma solenidade no Palácio do Planalto, onde o presidente Fernando Henrique Cardoso recebeu a Seleção Brasileira de Voleibol, campeã da Liga Mundial de 2001. Fernando Henrique ganhou uma camisa da Seleção com o número 1 na frente e atrás com a inscrição de seu nome.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.