Alex Silva|Estadão
Alex Silva|Estadão

Lugano rebate críticas e ironiza velocidade em campo: 'Quem corre é o Bolt'

Zagueiro diz que futebol é mental e ocupação de espaço

Daniel Batista, O Estado de S. Paulo

30 de maio de 2016 | 16h26

Um dos destaques da vitória do São Paulo por 1 a 0 sobre o Palmeiras, domingo, o zagueiro Diego Lugano aproveitou o resultado positivo para ironizar e desabafar contra as críticas de que é um jogador lento e que seria facilmente dominado pelo rápido ataque palmeirense, formado por Dudu, Gabriel Jesus e Róger Guedes. O uruguaio usou o bom humor para comentar a situação.

"Futebol não é corrida de 100 metros. Deixem isso para o Usain Bolt na Olimpíada do Rio de Janeiro. Futebol é algo mais mental e noção de ocupação de espaço. Falar que um zagueiro precisa apostar corrida com o atacante é burrice e coisa de gente ultrapassada. Se você é experiente, não precisa apostar corrida com um menino. Claro que acontecem lances específicos, mas com experiência você compensa isso", disse o zagueiro, em entrevista coletiva nesta segunda-feira, no CT da Barra Funda.

Lugano ainda admitiu que o elenco se sentia incomodado com o fato de o São Paulo estar tanto tempo sem vencer um clássico. No total, foram 10 jogos. "Isso incomodava mesmo. Obviamente que eram jogadores novos, mas isso arrasta todo mundo. Conseguimos tirar esse peso das costas e seguir perto das primeiras posições. Isso é fundamental em um campeonato longo e equilibrado", disse o uruguaio.

Se o São Paulo não vinha bem em clássicos, o mesmo não se pode dizer de Lugano. O uruguaio disputou seu nono jogo com o Palmeiras e continua invicto. Foram sete vitórias e dois empates. Ele também nunca perdeu para o Corinthians. "Depois de tanto tempo ainda manter essa invencibilidade em clássicos é muito bom para mim, mas isso se deve aos bons companheiros que tenho. Não é normal, o mérito é mais dos companheiros do que meu", comentou.

O empolgado São Paulo volta a campo na quarta-feira para encarar o Figueirense, no Orlando Scarpelli, às 21h45, em Florianópolis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.