Luis Alvaro faz escala em Barcelona

O presidente Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro só chegará a Nagoya segunda-feira, 48 horas antes da estreia do Santos no Mundial. Por recomendação médica (é obrigado a tomar muitos cuidados com a saúde desde 2003, quando sofreu quatro paradas cardíacas no mesmo dia) ele está vindo devagar para o Japão, e desde ontem respira em... Barcelona. Exatamente, Barcelona, terra do clube favorito para ganhar o Mundial e para contar com o futebol de Neymar a partir de 2014.

LUÍS AUGUSTO MONACO , ENVIADO ESPECIAL , NAGOYA, O Estado de S.Paulo

08 de dezembro de 2011 | 03h06

Por mais que o dirigente diga que a escala ali é uma coincidência, a imprensa espanhola especula que sua presença na cidade até amanhã (depois voará para Tóquio via Cingapura, e ficará dois dias na capital japonesa) tem a ver com contatos para a transferência de Neymar - de graça depois da Copa do Mundo, ou por um valor a ser combinado entre os clubes, se o craque sair antes disso.

Luis Alvaro abomina os jornalistas espanhóis, e não tem o menor receio de criticá-los com veemência - seja em declarações públicas ou em conversas reservadas. Diz que eles são "inventores de informações muito criativos" e que por isso não merecem crédito.

Mas o certo é que Luis Alvaro e Sandro Rosell, o presidente do Barça, se dão muito bem e compartilham a alegria de ver o Real Madrid fora da disputa para contratar Neymar. O santista porque lutou o quanto pôde para evitar a consumação do negócio que estava fechado desde a metade de setembro, e o catalão porque livre do rival pode manobrar sem pressão para garantir o futebol do garoto.

Se entre uma taça e outra de vinho os dois estão costurando um acordo por Neymar só o tempo vai dizer, mas que o presidente santista poderia ter escolhido outra cidade para fazer a parada a caminho do Japão, isso poderia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.