Ezra Shaw/AFP
Ezra Shaw/AFP

Luiz Alberto ganha bronze no decatlo e faz índice para a Olimpíada

Brasileiro faz 8.179 pontos e ganha disputa com Felipe dos Santos

Estadão Conteúdo

23 de julho de 2015 | 22h17

Luiz Alberto de Araújo é o primeiro brasileiro a aproveitar os Jogos Pan-Americanos para se qualificar para a Olimpíada. O atleta de 28 anos ganhou o bronze no decatlo e, mais do que isso, garantiu o índice para participar dos Jogos do Rio, no ano que vem. Também se garantiu no Mundial de Pequim, na China, daqui a apenas um mês. O canadense Damian Warner, campeão olímpico, ganhou o ouro com expressivos 8.659 pontos.

O decatlo é a prova combinada masculina do atletismo, que aponta o atleta completo. Em dois dias, eles têm que disputar 10 provas: 100m rasos, salto em distância, arremesso de peso, salto em altura, 400m rasos, 110m com barreiras, lançamento do disco, salto com vara, lançamento do dardo e 1.500m.

Luiz Alberto chegou à última etapa, na noite desta quinta-feira, na terceira colocação, mas com potencial para ultrapassar o também brasileiro Felipe Vinicius dos Santos para ficar com a prata. Mas os dois acabaram ultrapassados por Kurt Felix, de Granada, após a disputa do lançamento do dardo.

Após os 1.500m, Luiz Alberto alcançou os 8.179 pontos e ultrapassou o índice mundial (8.075) e também olímpico (8.100). Assim, foi o primeiro brasileiro a se qualificar para o Rio-2016 no decatlo. Só não está garantido na Olimpíada porque pode, em teoria, acabar ultrapassado por outros três atletas.

Felipe dos Santos também chegou à etapa final do decatlo acreditando que poderia se garantir na Olimpíada. Bronze no Mundial de Menores de 2011 no octatlo (a prova só vira decatlo na categoria júnior), Felipe, de 20 anos, precisava repetir seu melhor resultado do ano no dardo e nos 1.500m para se qualificar ao Rio-2016. Mas ele não fechou bem a competição em Toronto e terminou com 8.019 pontos, quebrando a barreira dos 8 mil pontos pela primeira vez na carreira. Mas sem índice e sem medalha, no quarto lugar.

A medalha conquistada por Luiz Alberto é apenas a décima conquistada pelo Brasil no atletismo dos Jogos Pan-Americanos, a quarta de bronze. Até aqui, o País só conquistou uma de ouro, com Juliana Gomes da Santos, nos 5.000 metros, logo na primeira prova de pista no Estádio da Universidade de York.

Nesta quinta-feira, o Brasil também ganhou prata com Ronald Julião (lançamento do disco) e com Fabiana Murer (salto com vara). Com 10 medalhas, está atrás de Canadá (15) e EUA (26). Em número de medalhas douradas, está também atrás de México (três) e Jamaica (duas).

Tudo o que sabemos sobre:
Jogos Pan-Americanosatletismodecatlo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.