Luiz Henrique: ''''Até agora não entendi nada''''

Luiz Henrique foi a primeira vítima do técnico Vanderlei Luxemburgo neste início de ano palmeirense. Uma vítima injustiçada, na opinião do atacante. "Acabaram me separando (do grupo principal) e até agora não entendi nada", disse o atleta de 26 anos.Após a derrota para o Ituano, por 1 a 0, no dia 30, o treinador falou que no seu time não haveria espaço para atletas que não tivessem a mesma filosofia que a sua, a de um vencedor. E avisou que poderia promover mudanças caso identificasse alguém que não entrasse em campo com o espírito de campeão. Curiosamente, naquele mesmo jogo, Luiz Henrique nem chegou a ir a campo - e na partida seguinte (derrota para o Noroeste, no dia 2) ficou de fora da viagem do time para Bauru."Fiquei surpreso, sei que não fiz nada de errado", contou o atacante. "Não tenho problema com ninguém, foi opção dele (Luxemburgo)", lamentou. "Pelo menos a diretoria devia ter uma conversa melhor comigo."Luxemburgo não deu explicação ao jogador, que recebeu um telefonema do gerente de Futebol do clube, Toninho Cecílio, na última sexta-feira. E o cartola pediu para que o jogador treinasse junto com os juniores no CT do Parque Ecológico."Treinar por treinar, desanimado? Não vou...", declarou Luiz Henrique, que tem contrato com o São Caetano até 2011 e estava emprestado ao Palmeiras até o fim do Campeonato Paulista. Quer, agora, voltar a treinar no ABC - ele até já ligou para o presidente do São Caetano, Nairo Ferreira de Souza, para pedir para voltar ao clube no qual ganhou destaque no ano passado. "Não vamos criar obstáculos, é questão de conversar e chegar a um acordo", falou Savério Orlandi, diretor de Futebol do Palmeiras.O atacante só espera que a confusão não interfira no futuro de sua carreira. "Não sei se pode atrapalhar, foi um negócio chato", admitiu. O zagueiro Nen também está fora dos planos de Luxemburgo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.