Lula promete lei de incentivo fiscal ao esporte

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou nesta sexta-feira que irá enviar ao Congresso Nacional um projeto de lei de incentivo fiscal ao esporte, nos mesmos moldes do que já existe para a cultura por meio da Lei Rouanet. Assim, as empresas privadas que decidirem patrocinar atletas ou equipes vão receber em troca um abatimento no imposto de renda.O projeto já foi negociado com o Ministério da Fazenda e deve beneficiar também clubes de atividade social intensa e não apenas as agremiações de futebol. O ministro do Esporte, Agnelo Queiroz, chegou a se emocionar ao falar da iniciativa de Lula, durante evento realizado nesta sexta-feira na Vila Olímpica do Pan-Americano, no Rio.De acordo com Agnelo Queiroz, o projeto de lei estabeleceria um limite anual de isenção. ?Podem ser R$ 200 milhões, por exemplo?, disse o ministro. ?O esporte brasileiro vai dar um salto com essa lei.?Lula, Agnelo Queiroz e o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, Carlos Arthur Nuzman, participaram nesta sexta-feira do lançamento do Programa Segundo Tempo, que atenderá 50 mil crianças e adolescentes de comunidades carentes da capital carioca, como Cidade de Deus, Maré, Vidigal, Rocinha, Pavão, Pavãozinho, Chapéu Mangueira e Jacarezinho, entre outras.Em discurso para operários e estudantes, Lula disse que os Jogos Pan-Americanos de 2007 vão servir para qualificar o Brasil como sede de uma Copa do Mundo e de uma Olimpíada. ?O governo federal está comprometido em investir mais de R$ 1 bilhão nos Jogos pan-americanos de 2007. Antes, a nossa responsabilidade era de 17% do valor total. Hoje, é de 50%. A gente precisa de um cronograma para acompanhar tudo e não chegar próximo aos Jogos com as coisas atabalhoadas?, disse o presidente. Sobre uma nova Copa do Mundo no Brasil, Lula declarou que ?estamos cansados de ganhar fora de casa?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.