Lusa defende série invicta de sete jogos

Embalada pela primeira vitória como visitante no Brasileiro e sem perder nas últimas sete rodadas, a Portuguesa espera manter a boa fase hoje, contra o Internacional, às 18h30, no Canindé.

O Estado de S.Paulo

19 de agosto de 2012 | 03h02

Após um início irregular, o técnico Geninho parece ter colocado a Lusa nos trilhos. Nas últimas rodadas, o time conquistou três vitórias e quatro empates. O último triunfo foi na quarta-feira, quando fez 2 a 1 no Grêmio.

Um dos destaques do último jogo, o lateral-direito Ivan será mantido entre os titulares. Isso porque Luís Ricardo continua lesionado. "A gente está em um caminho bom, todos focados, correndo sem vaidade", afirmou.

Geninho deve fazer apenas uma modificação em relação ao jogo no Sul. O zagueiro Valdomiro retorna de suspensão no lugar de Rogério. "Neste momento, é importante fortalecer a base. Então vamos procurar mexer o mínimo possível", justificou.

A ideia é manter a formação do meio, praticamente com quatro marcadores. Durante o jogo, porém, o técnico poderá colocar em campo Héverton, que tem características mais ofensivas.

Mesmo que ainda não conte com o meia D'Alessandro e o atacante Dagoberto, machucados, o Inter festeja a volta de quatro titulares: os volantes Ygor e Guiñazú e os atacantes Diego Forlán e Leandro Damião. Reforçado, a meta é atacar.

O técnico Fernandão deixou para definir o time na hora do jogo, mas pode optar pela escalação do atacante Rafael Moura no lugar do meia Fred.

Contra a retranca. Em busca da reabilitação (levou 2 a 1 da Lusa, em casa), o Grêmio vai precisar superar um de seus maiores problemas, a dificuldade de marcar gols em times fechados, para vencer o lanterna Figueirense, às 16h, no Olímpico, e se manter na quarta posição, ameaçada pelo maior rival, o Inter.

O Coritiba tenta voltar a vencer no Couto Pereira, após dois tropeços, e espera explorar os sete desfalques do Cruzeiro, que não terá nomes importantes, como Borges e Montillo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.