Lusa joga no Sul pela reabilitação

Equipe, que perdeu os últimos dois jogos, enfrenta o Grêmio

Giuliander Carpes, O Estadao de S.Paulo

13 de julho de 2008 | 00h00

Há uma semana, a Portuguesa enfrentava o Vitória, em casa, e jogadores e comissão técnica falavam em um triunfo para conseguir um lugar entre os quatro primeiros colocados do Campeonato Brasileiro. Bastaram duas rodadas - e duas derrotas, para os baianos (2 a 1) e para o Coritiba (4 a 0) - para a crise voltar a rondar o Canindé mais uma vez. Contra o Grêmio, às 18h20, no Estádio Olímpico, em Porto Alegre, a equipe rubro-verde tem a difícil tarefa de evitar o terceiro resultado negativo em seqüência.Os últimos tropeços perturbaram bastante a Lusa. Contra o Coritiba, até o calmo Diogo perdeu a cabeça. Em uma disputa de bola, agrediu um adversário e acabou expulso, desfalcando a equipe contra o Grêmio, quarto colocado no Brasileiro, com 18 pontos. O volante Dias, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, também não joga.Depois de cair da sétima para a 13ª posição na classificação, o técnico Vagner Benazzi tem a missão de acalmar os ânimos e ajudar a equipe a reencontrar o bom futebol. Para o meia Edno, as duas últimas derrotas não devem ser motivo para desespero. ''Temos de erguer a cabeça'', disse. ''Contra o Grêmio, precisamos tentar pontuar de qualquer maneira'', afirmou, sem disfarçar a ansiedade por uma recuperação imediata.O lateral-direito Patrício, que jogou no time gaúcho nos três últimos anos, tem a receita para vencer. ''O Grêmio joga com muita força. Temos de marcar forte do começo ao fim.''

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.