Lusa vence a primeira. Athirson é herói da noite

O técnico Mário Sérgio assumiu a Portuguesa na véspera do clássico contra o São Paulo, domingo, e, apesar da derrota por 2 a 0, elogiou o grupo. "Vi homens lutando bravamente. Vamos sair dessa situação", afirmou. A Portuguesa já havia perdido na estreia do Paulista para o Guarani, por 1 a 0. Ontem, Mário Sérgio começou a cumprir a promessa: sua equipe venceu o Bragantino no Canindé por 1 a 0 e somou os primeiros pontos no Paulista. "O que falta ao grupo é tranquilidade", elogiou o treinador. O início do jogo, acompanhado por valentes 784 pagantes, foi, como não poderia deixar de ser, tenso. A bola simplesmente não rolava. Portuguesa e Bragantino, que vinha de derrota em casa, por 1 a 0 diante do Corinthians, abusaram das faltas. O primeiro tempo terminou, óbvio, 0 a 0.A partida recomeçou logo depois das 23 horas por ter iniciado, incrivelmente, às 22 horas, seguindo a tabela da Federação Paulista de Futebol. A Portuguesa voltou melhor. E, logo aos 7 minutos, Athirson aproveitou para abrir o placar, fazendo de cabeça o primeiro gol da Lusa no campeonato. Na sequência, o jogo se assemelhou ao da fase inicial, pleno de interrupções, feio, sem lances de emoção. Venceu quem aproveitou a rara chance de gol que teve.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.