Luta com Grigorian define futuro de Popó

Uma vitória sobre Artur Grigorian, do Usbequistão, na madrugada deste domingo, no ringue do Foxwoods Casino, em Connecticut (EUA), deverá colocar o brasileiro Acelino "Popó" Freitas diante de seu maior desafio: o norte-americano Floyd Mayweather.Popó, que detém os títulos da Associação Mundial de Boxe (AMB) e Organização Mundial de Boxe (OMB) dos superpenas, vai tentar conseguir o cinturão dos leves que pertence a Grigorian há mais de sete anos.Além de ser campeão em outra categoria, Popó vai usar o resultado para planejar seu futuro. "Com uma vitória e o título, eu quero enfrentar Mayweather", afirmou o pugilista brasileiro, que treina há dois meses nos Estados Unidos. No caso de uma derrota para Grigorian, ele deve voltar para os superpenas.Popó sabe que a vitória sobre Grigorian vai colocá-lo no escalão superior do boxe internacional. O brasileiro, que fará a sua última luta sob contrato com o canal Showtime, poderá assinar com a rival HBO, que cuida da carreira de Mayweather. Um duelo com o norte-americano pode garantir ao pugilista baiano uma bolsa de US$ 1 milhão e a eterna credibilidade da crítica e do público norte-americano.Fazendo história - Ao subir de categoria, Popó poderá repetir o feito do lendário Éder Jofre, que foi campeão dos galos (de 1960 a 1965) e dos penas (1973). Atualmente, lutadores como Roy Jones Jr. (campeão dos médios, supermédios, meio-pesados e pesados) e Oscar De La Hoya (superpenas, leves, meio-médios-ligeiros, meio-médios e médios-ligeiros) são os principais exemplos de quem conseguiu tal feito.O panamenho Roberto "Mano de Piedra" Durán, campeão dos leves, meio-médios, médios-ligeiros, médios, foi o único a manter a mesma pegada em todas as categorias. Mas Popó não sonha em ultrapassar a categoria dos leves. "Não tenho tamanho para pensar em desafios maiores", afirmou o boxeador de 1,68 metro.

Agencia Estado,

01 de janeiro de 2004 | 15h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.