Luxemburgo cai no samba

Palmeirense deixa a irritação de lado e até rebola com os integrantes do Fundo de Quintal

Daniel Akstein Batista, ATIBAIA, O Estadao de S.Paulo

11 de janeiro de 2008 | 00h00

Na quarta-feira, o técnico Vanderlei Luxemburgo não deu descanso aos jogadores. Gritou, xingou, cobrou todos eles durante o primeiro coletivo do ano. Ontem, o treinador palmeirense estava mais calmo. Bem mais calmo. Antes do jogo-treino contra a Francana, em Atibaia, o comandante caiu no samba. E não fez feio.O Fundo de Quintal, tradicional grupo de samba, animou a festa que a Nestlé promoveu para seus funcionários no hotel em que o Palmeiras está hospedado em Atibaia. E Luxemburgo foi convidado para subir ao palco. Não negou, cumprimentou todos os integrantes do grupo, pegou o pandeiro e participou de três músicas. Com direito a dancinhas e reboladas.Luxemburgo é fã de samba e já mostrou em outras ocasiões ser um bom profissional também com o pandeiro na mão - em 2001, com a seleção brasileira, chegou a descontrair o grupo com muita música, antes do jogo contra o Paraguai, pelas Eliminatórias da Copa de 2002.Quem participava da festa aplaudiu o sambista Luxemburgo. E, após mostrar que conhece do assunto, o treinador distribuiu autógrafos e tirou fotos com os fãs. Alguns jogadores também desceram antes para o local do jogo para acompanhar o Fundo de Quintal - o palco ficava ao lado do campo. "Não só o Luxemburgo, mas vários jogadores gostam de pagode", falou o volante Pierre. O samba antes da partida foi bom para descontrair Luxemburgo. Durante o primeiro teste do time na temporada, contra a Francana, o treinador mal saiu do banco. Passou instruções com tranqüilidade, sem se irritar com os atletas. Não era para menos. O participante da Série A3 do Estadual não deu trabalho ao adversário. A goleada por 5 a 1 foi até pouco. Na primeira etapa, Makelele, Valdivia e Dininho anotaram os gols - o experiente Elivélton anotou para a Francana. No 2º tempo, com os reservas, o Palmeiras marcou com Osmar e Deyvid Sacconi."A gente vinha de uma semana só trabalhando a parte física e o teste foi válido", afirmou Pierre. "Ainda temos coisas a melhorar, mas estreamos com o pé direito e isso é um bom sinal." No domingo, outro desafio antes da estréia no Estadual, quinta-feira, contra o Sertãozinho. Enfrenta o São Bento, em Barueri.IMBRÓGLIOO Palmeiras segue na expectativa de contar com Thiago Neves. O clube entrou com pedido de registro na CBF e aguarda resposta da entidade - o problema é que o Fluminense já registrou o meia. "Esperamos uma posição", disse Savério Orlandi, diretor de Futebol. "Se não conseguirmos o registro, exigiremos a multa (R$ 2,4 milhões)." Sobre Diego Souza, a diretoria aguarda resposta do Benfica. E hoje, Jorge Preá, ex-Pelotas, começa a treinar na capital paulista - a princípio, ele ficará no time B junto de Cláudio Valdivia, irmão do Mago, que faz testes no clube.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.