Luxemburgo é vaiado pela torcida. ''Isso nos deixa bastante chateados''

O empate com o Nacional irritou a torcida palmeirense. No fim do jogo, não faltaram vaias ao técnico Vanderlei Luxemburgo. Uma das principais bronca dos torcedores foi em relação à última substituição: o volante Jumar na vaga do atacante Keirrison."Eu já fui chamado de burro outras vezes e falei que burro eram eles", lembrou o técnico. "Caramba, estamos jogando uma quartas de final de Libertadores e é importante o apoio do torcedor. Isso (as vaias) nos deixa bastante chateados", disse. "Na Ilha do Retiro, os torcedores (do Sport) apoiam o time, mas aqui é diferente. É triste. Atrapalha muito e cria uma instabilidade."Vanderlei Luxemburgo reconheceu que a equipe não teve atuação brilhante, mas que não deu motivos para os torcedores ficarem na bronca. "Já vi times jogando pior e a torcida do lado", declarou. "Não fizemos um jogo técnico, mas o time dominou."Luxemburgo se irritou também com comentários de jornalistas que disseram que ele mexeu mal na equipe. "Tenho percebido que há uma má vontade grande contra a gente. Nos outros clubes as mesmas coisas acontecem, mas aqui têm mais críticas", reclamou. "Percebo que são corintianos que precisam tirar a camisa do time e ter mais calma na análise."O técnico justificou a entrada de Jumar, dizendo que o Nacional "dominava o meio-campo". "A gente só tinha o Pierre e o Cleiton Xavier marcando."Apesar de o resultado ter sido ruim, os jogadores acreditam que possam conseguir uma vitória no Uruguai, no dia 17 de junho. "Temos a condição de fazer um gol lá", falou Marcos. "Não podemos desanimar." Para Diego Souza, faltou tranquilidade. "Estávamos vencendo e não tínhamos necessidade de atacar", lamentou.

, O Estadao de S.Paulo

29 de maio de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.