Luxemburgo junta cacos para mais uma decisão

O Palmeiras se reapresenta hoje à tarde na Academia de Futebol cabisbaixo pela eliminação no Campeonato Paulista e, ao mesmo tempo, precisando se reerguer rapidamente do baque para mais uma decisão. Amanhã, encara a LDU, no Palestra Itália, definindo seu futuro na Taça Libertadores. Em jogo, o semestre. A missão de Vanderlei Luxemburgo é motivar alguns jogadores, entre eles, o jovem Keirrison, bastante vaiado no sábado, diante do Santos."Temos de esquecer a eliminação do Paulista. Agora é outra decisão, a mais importante do ano", afirmou o treinador. "Temos de fazer de tudo para vencer, já que, neste caso, dependeríamos só de nós na rodada final." O jogo decisivo seria na outra semana, diante do Colo Colo, no Chile.Keirrison vem há algum tempo deixando a desejar nos jogos. Luxemburgo chegou a dizer que ele tinha de definir se queria seguir no Palmeiras ou ir para a Europa. Clubes do Velho Continente estão de olho no artilheiro, entre eles o Real Madrid."Estou tranquilo. Em todos os jogos entramos pressionados, mas sei administrar as cobranças", garantiu o camisa 9, ainda no Palestra, no sábado, dizendo não se abalar com as vaias. Mas, no jogo, ele nada produziu. "Vou conversar com ele, fazer um trabalho diferenciado", revelou Luxemburgo.O papo do treinador terá de se estender a outros atletas. Entre eles o briguento Diego Souza. A agressão ao zagueiro santista Domingos, após ter sido expulso de campo, foi relatada na súmula pelo árbitro Sálvio Spínola. Com isso, ele deve ser incluído no artigo 253 (praticar agressão física), cuja pena máxima é de 540 dias de suspensão. O meia palmeirense corre o riso de ter a punição agravada por causa da troca de cotoveladas com o volante Germano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.