M. Araújo, o queridinho do treinador

Não é difícil saber quem são os jogadores que caem na graça da torcida. No caso do Palmeiras, os queridinhos são Valdivia, Marcos e Kleber, principalmente. Mas, para Felipão, um outro atleta tem ganhado destaque no time e só perderá seu lugar se estiver suspenso ou lesionado: Márcio Araújo.

Daniel Akstein Batista, O Estado de S.Paulo

13 de abril de 2011 | 00h00

O volante de 26 anos, nascido em São Luís (MA), é um dos mais elogiados pelo treinador. Ele pode até não aparecer muito para a torcida, mas tem o respeito de quem mais importa. "Ele é um jogador versátil, útil e faz seu trabalho normalmente", elogiou Felipão. "Ele nunca faz uma partida que pode ser considerada ruim, é sempre razoável para boa", falou. "Enquanto ele estiver nessa forma, vou arranjar lugar para ele nem que seja de goleiro. Tenho total confiança nele."

Cuidado. O Palmeiras tenta esquecer a má campanha do Santo André no Estadual - já foi rebaixado - para não se sentir superior na noite de hoje nem menosprezar o adversário. E Felipão usa a história para manter os pés no chão.

"Em retrospecto da Copa do Brasil, o Santo André já eliminou o Palmeiras", falou, lembrando das quartas de final de 2004.

O lateral-direito Cicinho, vice-campeão estadual com o Santo André no ano passado, lamenta a situação da sua ex-equipe, mas também está alerta. "Eles vão tentar se redimir na Copa do Brasil", disse. "E, quando time pequeno se fecha, fica difícil furar o bloqueio."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.