Madri garante ao COI que tem tudo pronto para 2020

O presidente da Espanha, Mariano Rajoy, disse neste sábado ao membros do Comitê Olímpico Internacional (COI) em Buenos Aires, que Madri tem tudo pronto para ser sede dos Jogos Olímpicos de 2020, sem nenhum risco para o movimento olímpico, já que só resta uma pequena parte das obras para ter a estrutura necessária concluída.

AE-AP, Agência Estado

07 de setembro de 2013 | 13h37

Rajoy destacou, diante dos membros do COI que vão escolher a sede da Olimpíada de 2020, que 80% dos investimentos necessários já foram realizados e o que falta está garantido pelo governo da Espanha

Ao contrário do que acontece em Tóquio e Istambul, outras cidades que são candidatas, grandes investimentos já foram feitos em Madri e falta apenas US$ 1,94 bilhão a ser gasto nos próximos sete anos.

"Na verdade, Madri/2020 pode apresentar a base financeira mais razoável e responsável da história olímpica recente", disse Rajoy. "A Espanha já está liderando o crescimento das exportações da Zona do Euro, com uma perspectiva de crescimento de 4,1% para este ano, em comparação com a média de 2% da União Europeia".

No entanto, a principal fraqueza de Madri estaria relacionada à crise econômica que eclodiu na Espanha em 2008. "Nossa recuperação está ocorrendo com um superávit histórico que não ocorre em nossa economia desde meados da década de 1980, e tudo isso com estabilidade de preços", disse Rajoy, recém-chegado da conferência do G20 em São Petersburgo.

Madri, em sua terceira candidatura consecutiva e quarta na história, fechou as apresentações ao COI, abertas por Istambul, que foi seguida por Tóquio. Ainda neste sábado, os membros do COI vão escolher uma das três cidades para sediar os Jogos Olímpicos de 2020.

Tudo o que sabemos sobre:
OlimpíadaCOIMadri

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.