Ricardo Moraes/AP
Ricardo Moraes/AP

Madri pede desculpas pelas críticas ao Rio de Janeiro

Espanhóis haviam declarado que candidatura da cidade carioca era a pior entre os concorrentes aos Jogos

AE-AP, Agencia Estado

30 de setembro de 2009 | 17h17

Depois do protesto formal feito pela delegação brasileira ao Comitê Olímpico Internacional (COI), a candidatura de Madri pediu desculpas nesta quarta-feira pelas críticas feitas ao Rio pelo vice-presidente do Comitê Olímpico Espanhol, Jose Maria Odriozola, na disputa pela sede da Olimpíada de 2016.

Veja também:

blog BATE-PRONTO - Apoiar ou criticar o Rio?

linkLula diz que incentivou Obama a acompanhar votação

linkRio reclama formalmente ao COI contra Madri

linkRei, primeira-dama e presidente pedem votos

linkDobradinha Copa-Olimpíada é boa para o mercado

linkPelé e Cielo ressaltam 'transformação' por Jogos 

especialESPECIAL - Tudo sobre as cidades candidatas

especialRIO 2016 - Mais sobre a campanha pelos Jogos

Odriozola disse nesta quarta-feira que o Rio era "a pior candidata" entre as quatro finalistas na eleição da sede olímpica - as outras são Madri, Chicago e Tóquio. O problema é que o COI proíbe críticas públicas entre as cidades, o que provocou a reação imediata da delegação brasileira.

Mas a chefe da candidatura de Madri, Mercedes Coghen, se apressou em acabar com a confusão. "Peço desculpas ao Rio pelos comentários. Estamos tentando manter o fair play (jogo limpo) nos últimos três anos", afirmou a espanhola, nesta quarta-feira, em Copenhague, onde acontecerá a eleição de sexta.

Enquanto isso, Odriozola explicou que as críticas que fez ao Rio eram uma opinião pessoal, sem qualquer relação oficial com a candidatura de Madri. O COI, por sua vez, tratou de pedir novamente que os representantes das quatro cidades tenham cautela na hora de comentar sobre a eleição da sede olímpica.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.