Madson Costa rouba a cena em etapa de Fernando de Noronha

Madson Costa rouba a cena em etapa de Fernando de Noronha

Surfista potiguar superou a média de Filipe Toledo e a sua própria nota no segundo dia de competições

Andreza Galdeano, enviada especial a Fernando de Noronha , O Estado de S.Paulo

12 de fevereiro de 2020 | 17h32

Depois do surfista Filipe Toledo garantir a média de 15,00 pontos no segundo dia de competições do Oi Hang Loose Pro Contest, disputado em Fernando de Noronha, foi a vez do potiguar Madson Costa fazer a festa no arquipélago do estado de Pernambuco.

Madson superou o favorito Filipinho e a sua própria pontuação. Ele somou 13,73 no primeiro dia e 15,67 nesta quarta-feira. "Eu procurei não esperar muito, porque o mar está bastante difícil, meio mexido e tinha poucos tubos", disse o surfista. "Então, fiquei mais embaixo do pico ali com a prioridade (de escolher a próxima onda)".

As condições do mar já não estavam tão boas quando Madson entrou em cena, mas os tubos apareceram e ele garantiu o destaque com as notas 7,00 e 8,67 na sequência. "Foram notas excelentes e estou muito feliz. Estava aqui no ano passado, peguei boas ondas, fiz um bom resultado e essa é a prova do potencial do meu surfe hoje. Só tenho que agradecer a Deus e a minha equipe lá da Pipa, sempre fortalecendo", comentou.

Com essa performance, Madson bateu o atual vice-líder do ranking do QS (a divisão de acesso do Circuito Mundial), o paulista Wiggolly Dantas, que se classificou na segunda colocação.

Wiggolly tem a missão de passar em mais uma fase do Oi Hang Loose Pro Contest para garantir a liderança. O atual líder do QS é o japonês Shun Murakami, que não veio competir em Fernando de Noronha.

"Estou muito feliz por ter passado essa bateria, porque o importante era a classificação e a primeira bateria é sempre mais difícil", disse Wiggolly. Ele também aproveitou para comentar sobre a vitória no QS de Pipeline e a temporada de 2020. "Eu estou bem focado esse ano para conseguir minha vaga na CT (elite do surfe mundial) novamente. Também fiz um ótimo resultado em Pipeline. Foi mais um sonho realizado. Acho que esse ano a sorte está do meu lado também e o foco na missão continua".

*A repórter viajou a convite da organização do evento

 

Tudo o que sabemos sobre:
surfeFilipe Toledo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.