Maduro, Banespa busca vaga na final

Quando ganhou o Campeonato Paulista, o Banespa era considerado apenas "um time de moleques". Nesta quinta-feira, na briga por uma vaga na final da Superliga Masculina de Vôlei, diante da On Line, a equipe paulista quer mostrar que amadureceu e merece brigar pelo título nacional. O jogo será em São Bernardo, às 20 horas, e o Banespa leva vantagem de 1 a 0 na série melhor-de-cinco.Um dos jogadores que tiveram uma missão difícil na temporada foi o líbero Polaco, que chegou ao Banespa para substituir o campeão olímpico Escadinha. "Antes olhavam para nosso time como se fosse de moleques. No papel, os outros três times que restaram são muito mais experientes e têm a folha de pagamento maior. Teoricamente eles têm mais responsabilidade de vencer", disse Polaco, de 21 anos.Na última Superliga, o líbero atuou em Araraquara. Mas o primeiro grande clube foi o Banespa. Quando morava em Curitiba, Polaco tinha passado no vestibular, no curso de Administração, mas o dia da inscrição era o último dia da peneira. "Peguei o ônibus a meia-noite e cheguei às 6 horas em São Paulo. Era o último dia e já tinha dois times formados. Os meninos olhavam atravessado para mim", lembrou.Na hora do teste, Polaco acabou se desdobrando pela vaga. Foi escolhido como ponta. "Eu queria fazer o teste como líbero, mas já tinham escolhido outro. Acabei passando mesmo assim. Hoje, no Banespa, estamos tentando mostrar que somos um time maduro." Para o confronto da semifinal, Polaco espera equilíbrio: "O jogo da On Line se encaixa muito bem com o nosso. Na fase de classificação, perdemos fora de casa por 3 a 1 e em São Bernardo ganhamos por 3 a 2. É um time que joga com velocidade e tem saque pesado. Vai ser uma disputa duríssima." Outro atleta que cresceu bastante de produção no Banespa foi o levantador Vinhedo, de 21 anos - há quatro no clube. Eleito o melhor em quadra no primeiro jogo da semifinal, ele destaca que o espírito de luta da equipe foi retomado desde a vitória contra a Unisul, na segunda partida das quartas-de-final. "Desde aquele jogo nós mudamos nosso comportamento e sabemos que a postura tem que ser a mesma contra o On Line, mesmo tendo vencido a primeira", disse Vinhedo.O técnico Mauro Grasso foi o responsável por moldar o grupo do Banespa. "No Campeonato Paulista tínhamos apenas duas peças com experiência, o Leandro e o Nalbert, mas jogamos a competição quase inteira sem eles. O Leandro estava com problema no tendão de Aquiles e o Nalbert cuidava do ombro. Foi ali que o time amadureceu. Foi até surpreendente." Outra vaga - Na briga pela outra vaga na final, o Wizard/Suzano joga em casa e tenta empatar a série com o Telemig/Minas. A partida será às 20h30, com transmissão da SporTV. Os mineiros venceram a primeira partida por 3 a 1 e são donos da melhor campanha da primeira fase.O time paulista, comandado por Ricardo Najavas, acaba de perder o patrocínio da Wizard, que vai se mudar para Campinas. Do lado do Telemig, do técnico Marcos Miranda, a ordem é manter o trabalho da primeira partida. "Vamos forçar o saque e, no momento de estabilidade, tentar impor o nosso ritmo", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.