Mães, Maria Clara e Carol voltam ao circuito separadas pela 1ª vez

Dupla mais longeva do vôlei de praia brasileiro agora está oficialmente separada

Estadão Conteúdo

18 de novembro de 2016 | 18h09

Dupla mais longeva do vôlei de praia brasileiro, Maria Clara e Carol agora estão oficialmente separadas. Mais de dois anos após a primeira tentativa de afastamento, nesta semana elas pela primeira vez em 11 anos disputam em um torneio com parceiras diferentes. Maria Clara joga a etapa de Curitiba do Circuito Brasileiro com Rachel, enquanto Carol atua ao lado de Ágatha.

Elas chegaram a anunciar uma separação em meados de 2014, mas voltaram atrás diante da dificuldade de encontrar novas parceiras. Depois de ficarem sem vaga no Rio-2016, ambas engravidaram. Carol primeiro, Maria Clara apenas um mês depois. Naturalmente, ambas se afastaram do vôlei de praia.

Após dar a luz a Salvador, seu segundo filho - ela já tem José, de quatro anos -, Carol voltou ao circuito fazendo uma dupla provisória com Ágatha, medalhista de prata olímpica, que se prepara para jogar com Duda a partir do ano que vem. Isabel Salgado, mãe dela, seguirá como sua treinadora.

Mãe do pequeno Joaquim, Maria Clara retorna agora, em Curitiba, ao lado de Rachel. Tanto ela quanto a irmã pretendem viajar sempre acompanhadas dos filhos. "Eu amava viajar com minha mãe e meus irmãos. Eu tenho certeza que o Joaquim vai aproveitar também. Vai estar em contato com diferentes culturas muito cedo e vai aprender muito na companhia do primo Salvador", comenta Maria Clara.

Carol chegou a jogar com outras parceiras em momentos pontuais da carreira, como em 2012 e 2013, quando Maria Clara estava grávida de José. Desde um torneio em Milão (Itália), em 2005, entretanto, elas não entravam num mesmo torneio com parceiras diferentes. À época, Carol completava 18 anos.

As irmãs, vale lembrar, correm os circuitos brasileiro e mundial acompanhadas também do irmão, Pedro Solberg, único dos três que esteve na Olimpíada do Rio.

Tudo o que sabemos sobre:
GeralCuritibaSalvadorMilãoItália

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.