Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Divulgação
Divulgação

Feliz por desempenho, Magnano espera jogo duro contra os EUA

Praticamente classificado, Brasil e EUA decidirão liderança do grupo

MARCIO DOLZAN, Enviado Especial a Toronto, Estadão Conteúdo

22 de julho de 2015 | 17h21

A vitória sobre a Venezuela por 79 a 64 praticamente garantiu a seleção brasileira masculina de basquete na semifinal dos Jogos Pan-Americanos de Toronto. Apenas uma combinação bastante improvável de resultados pode tirar a vaga do Brasil. Assim, o time deverá fazer contra os Estados Unidos, às 22h (de Brasília) desta quinta-feira, o jogo para decidir quem será o líder do grupo.

Para o técnico Rubén Magnano, a partida diante dos americanos será complicada, mas o time está pronto. "Vai ser um jogo muito duro. Jogar com os Estados Unidos sempre é um grande desafio, mas nós gostamos desse tipo de desafio e nós nos preparamos para esse desafio. Vamos esperar", declarou Magnano.

Com duas boas vitórias nas duas primeiras partidas - diferença de 33 pontos sobre Porto Rico e de 15 sobre a Venezuela -, o Brasil já começa a despontar como um dos favoritos ao ouro. A situação é bem diferente daquela de quatro anos atrás, quando o time caiu ainda na primeira fase no Pan de Guadalajara.

"Quando você trabalha, há possibilidades de ter os objetivos ao alcance. É um pouquinho do que está acontecendo agora. Só jogamos dois jogos, mas acho que estamos bem. Estamos muito focados", disse o treinador.

"Eu me sinto orgulhoso que vejam o Brasil como a equipe a ser batida. Acho interessante porque isso fala do que nós estamos deixando como imagem da equipe. Agora temos que ser inteligentes e temos que nos preparar duplamente, porque o rival vai querer ganhar de nós", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.