Maior medalhista olímpica da China, Wu Minxia anuncia aposentadoria

Atleta foi tetracampeã olímpica nos saltos ornamentais em uma mesma prova

Demetrio Vecchioli do Prado, Estadão Conteúdo

16 de dezembro de 2016 | 10h42

Chegou ao fim a carreira da maior medalhista olímpica da China, Wu Minxia. Ela anunciou sua aposentadoria, aos 31 anos, quinta-feira, depois de se tornar a primeira pessoa tetracampeã olímpica nos saltos ornamentais em uma mesma prova. Também é a única chinesa com cinco medalhas de ouro olímpicas.

"A história dos saltos ornamentais na China não começou comigo nem vai terminar comigo", disse Wu, aos prantos, aproveitando um evento de gala da televisão local para anunciar sua aposentadoria.

A primeira conquista de Wu foi o Mundial de 2001, em Fukuoka (Japão), no trampolim sincronizado de 3m. À época, tinha 15 anos, apenas. Ela voltaria a ganhar a prova, com diferentes parcerias, em 2003, 2007, 2009, 2011, 2013 e 2015. No período, só não levou o Mundial de 2005.

A soberania também foi vista nos Jogos Olímpicos, faturando o ouro em 2004, 2008, 2012 e 2016. No Mundial de 2011 e em Londres-2012, ainda ganhou a plataforma individual. No total, são sete medalhas olímpicas e 14 em Mundiais de Esportes Aquáticos, além de 12 em Copas do Mundo - o Mundial específico de saltos ornamentais.

Tudo o que sabemos sobre:
China

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.