Maioria dos jogadores ficará fora da Olimpíada

Apesar da boa campanha, time sofrerá alterações para disputa na Inglaterra, que permite jogadores acima de 20 anos

Wagner Vilaron ENVIADO ESPECIAL/AREQUIPA, PERU, O Estado de S.Paulo

14 de fevereiro de 2011 | 00h00

AREQUIPA, PERU

Uma pergunta martela a imaginação de cada um dos 20 jogadores que conquistaram o Sul-Americano Sub-20, no Peru, e ajudaram o futebol brasileiro a garantir vaga em mais uma Olimpíada: quem estará em Londres no ano que vem? A resposta não deve agradar à maioria deles. Ao contrário do Pré-Olímpico, que foi disputado por atleta com até 20 anos, os Jogos Olímpicos permitem jogadores mais velhos, com até 23. Além disso, três dos chamados podem estar fora desse limite de idade, o que faz o número de concorrentes ser bem maior e, consequentemente, a chance de ser lembrado, menor.

A análise parte de raciocínio lógico. Os atletas que estiveram no Peru mas apenas compuseram o grupo praticamente não alimentam esperança de ir à Inglaterra. Apenas jogadores que foram titulares na competição continental brigariam por espaço no time olímpico. Mesmo assim, nem todos terão vida fácil. Ente os 11 que formaram a base da equipe de Ney Franco, apenas cinco podem ser considerados destaques. Neymar e Lucas são nomes certos. Além deles, o lateral-direito Danilo e os volantes Fernando e Casemiro têm condições de deixar o técnico Mano Menezes com a pulga atrás da orelha.

Apesar de toda a campanha pela conquista da vaga olímpica ser comandada por Ney Franco, é o técnico da seleção principal quem estará à frente do grupo em Londres. "É uma competição diferente, com categoria de jogadores diferente, mais velha. Por isso sou eu quem vai comandar", explicou Mano. "E isso já está acordado com o Ney (Franco) desde o momento em que o chamamos para nos ajudar nesse projeto."

E o técnico da seleção sub-20 baseia seu comportamento no velho ditado "o que é combinado, não é caro". Mas, a exemplo de seus jogadores, Ney Franco também vive a expectativa de estar nos Jogos Olímpicos. Talvez como integrante da comissão técnica de Mano. "Mano e eu temos um entrosamento muito bom de ideias. De uma forma ou outra continuaremos trabalhando juntos."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.